Domínio ".xxx" é aprovado para sites pornográficos

Domínio ".xxx" é aprovado para sites pornográficos

Aprovação da Icann chega após vários anos de resistência ao novo sufixo

A companhia que supervisiona a concessão de endereços de internet, Icann, aprovou formalmente nesta sexta-feira (25) a criação do domínio .xxx, destinado a facilitar a identificação de sites com conteúdo pornográfico.

A Icann, que é controlada pelo governo dos Estados Unidos, vinha resistindo à criação do domínio. Por várias vezes nos últimos anos, a empresa rejeitou um pedido da norte-americana ICM Registry de autorização para distribuir endereços de sites com sufixo .xxx, até dar seu sinal positivo ao novo domínio nesta sexta.

Membros do conselho da Icann vinham argumentando que, para manter a neutralidade na concessão dos nomes de domínio, deveria ser criado o .xxx, permitindo que sites com conteúdo sexualmente explícito utilizassem o sufixo de maneira voluntária.

Com sua proposta, a ICM Registry que se apresenta como uma organização ?independente e sem fins lucrativos? pretende criar ?um rótulo reconhecível para identificar o que é oferecido pelas páginas da web?, sem a necessidade de visitá-las.

Deste modo, ?tanto os interessados como aqueles que não se interessam por conteúdos pornográficos terão uma marca identificável?.

Mais de US$ 3 mil são gastos com pornografia na internet a cada segundoPara finalizar o processo de negociação do contrato de gestão do domínio e para que ele possa ser aplicado, a Icann e a organização promotora da iniciativa deverão agora chegar a um acordo sobre ?os aspectos técnicos e financeiros?.

A pornografia on-line é uma indústria gigante. Segundo dados do grupo de estudos Internet Pornography Statistics, mais de US$ 3 mil são gastos com pornografia na internet a cada segundo, e a palavra ?sex? (sexo, em inglês) é o termo mais buscado no mundo, representando 25% de todas as buscas na web.

Estima-se que existam cerca de 370 milhões de endereços pornográficos na internet, o que significa que .xxx pode se tornar o domínio mais usado do mundo, talvez até superando o .com.

Alguns membros da indústria pornográfica, no entanto, são contrários à utilização do .xxx, afirmando que o sufixo facilita a censura e pode prejudicar os negócios. A direita religiosa norte-americana também é contra a criação do sufixo por razões morais.

Fonte: g1, www.g1.com.br