Electronic Arts já prepara nova edição do seu game "SimCity"

Electronic Arts já prepara nova edição do seu game "SimCity"

O jogo nasceu em 1989 da mente do game designer Will Wright e já teve nove versões.

Após um hiato de dez anos, o simulador de cidades "SimCity" vai ganhar uma nova versão para PC, prevista para o ano que vem.

Será a primeira vez em que os municípios criados pelos jogadores ficarão conectados, criando regiões que compartilharão recursos e também os efeitos nocivos do estilo de vida atual, como a poluição.

O jogo, que nasceu em 1989 da mente do game designer Will Wright e já teve nove versões, foi anunciado durante a GDC 2012 (Game Developers Conference), que aconteceu semana passada nos EUA e reuniu produtores de jogos de todo o mundo.

Porém Wright não vai participar mais do desenvolvimento de "SimCity", muito embora a produtora Maxis conte com diversos veteranos da série em sua equipe.

Foram eles que criaram o Glassbox, motor gráfico que dará vida à simulação e, sobretudo, a cada um dos Sims que habitarão as cidades. É possível acompanhá-los no trabalho, de volta para casa e em momentos de lazer.

O nível de detalhes é tão grande que permite ao jogador visualizar, em uma simples fábrica, a chegada dos trabalhadores, a elaboração dos recursos naturais em produtos e o transporte por caminhões às zonas de comércio da cidade.

Diferentemente dos games anteriores da série, que usavam muita animação predefinida, tudo vai ser dinâmico nessa nova versão do simulador de cidades. Ao demolir um prédio, ele realmente desmorona em blocos, que caem com um sistema de simulação de física por trás.

Com isso surgem também os efeitos nocivos, incluindo a poluição do ar e da água, o que pode deixar os Sims doentes, acarretando faltas no trabalho e, consequentemente, quedas na produtividade e na economia.

Tudo isso porque a Maxis e a Electronic Arts querem utilizar "SimCity" para, além de ganhar dinheiro, fomentar uma consciência ecológica nos jogadores, mostrando causa e consequência de suas decisões nas cidades e nas regiões virtuais.

A grama, por exemplo, só vai crescer em locais onde o solo atender a pré-requisitos como ter água e nutrientes. Estes recursos, porém, não são eternos e, se esgotados, devem ser repostos para manter o solo fértil.

"SimCity" também deve oferecer suporte às modificações feitas por usuários, além de receber atualizações de conteúdo frequentes.

Fonte: Folha.com