Escola da Noruega usa game "The Walking Dead" para estudar ética

Escola da Noruega usa game "The Walking Dead" para estudar ética

Game "é um bom catalisador" para discutir dilemas morais, diz professor

Uma escola da cidade de Bergen, na Noruega, utilizou o game de zumbis "The Walking Dead" para auxiliar seus alunos no estudo da ética. De acordo com o professor Tobias Staaby, responsável pela iniciativa, o jogo do estúdio Telltale Games "é um bom catalisador" para discutir teorias e dilemas morais.

Baseado nas histórias em quadrinhos e na série de TV de mesmo nome, "The Walking Dead" é um game que obriga o jogador a tomar decisões em situações críticas. Cada ação do protagonista Lee Everett tem consequências reais que influenciam diretamente o desenrolar da trama do jogo e podem significar a vida ou a morte de um personagem.

Em entrevista ao "NRK", site norueguês que noticiou o caso, Staaby afirma que as questões morais de "The Walking Dead" possibilitam que seus estudantes apliquem e discutam ética de maneira envolvente. "O jogo coloca os alunos em situações que, de outro modo, eles não teriam pensado". Assista aqui a reportagem do "NRK" com legendas em inglês.

O game é pausado a cada dilema e os estudantes votam em qual decisão deve ser tomada. Em seguida, a classe discute as motivações por trás das escolhas e as consequências de cada ação de Lee na história de "The Walking Dead".

"Antes, a discussão era sobre "o que nós fizemos". Isso acontecia, por exemplo, com um filme. Quando usamos games, podemos discutir "o que devemos fazer agora e por quê"", diz Staaby.

Fonte: G1