Uso do Facebook pode identificar problemas mentais, revela estudo

Modo de usar o Facebook pode ser usado no futuro por psicólogos para identificar doenças

O perfil no Facebook pode ser usado para determinar a saúde mental dos usuários, segundo pesquisa da universidade do Missouri, nos Estados Unidos, informa o site Mashable.

De acordo com pesquisadores, postar uma vez por hora ou uma vez por mês pode ser um indicador do estado psicológico do usuário do site.

Os pesquisadores entrevistaram mais de 200 estudantes universitários para medir seus níveis de desinibição e apoio a crenças estranhas na rede social. Em seguida, se pediu aos participantes para imprimir sua atividade no Facebook. Os alunos tiveram então a opção de censurar partes de sua Timeline.

Conforme o estudo, as informações que eles escolheram esconder revelaram seu estado psicológico.

O estudo não diz que conteúdo censurado indica que tipo de problema. No entanto, os pesquisadores dizem que os participantes apresentaram sintomas de anedonia, uma condição caracterizada pela falta de prazer de comunicar e interagir com os outros. Os sintomas envolvem, por exemplo, isolamento social para crenças estranhas. Outros apresentaram sinais de paranoia com base na quantidade de informação que desmaiou em seu perfil.

Embora não esteja claro se terapeutas e psicólogos podem ou não usar as redes sociais para o tratamento, a pesquisadora Elizabeth Martin diz que o estudo é um primeiro passo para usar essas informações para fornecer uma imagem clínica mais completa.

Fonte: Terra