Excesso de selfie pode ser sinal de pouco sexo para uma pessoa, diz pesquisadora holandesa

Excesso de selfie pode ser sinal de pouco sexo para uma pessoa, diz pesquisadora holandesa

Carentes na vida real, os viciados em selfies procuram melhorar o seu bem-estar baseados nos likes da sua imagem

A pesquisadora holandesa Christyntje Van Galagher, da Universidade de Wageningen, mostrou um estudo que diz que o número de selfies que a pessoa posta no Instagram pode estar relacionada ao nível da carência sexual da mesma.

O estudo é chamado Het fotograferen van onbering en eenzaamheid, que no português significa algo como Fotografando a carência e a solidão e diz que os selfies são uma fuga da realidade que é tomada pelo abandono e pela insegurança.

Carentes na vida real, os viciados em selfies procuram melhorar o seu bem-estar baseados nos likes da imagem que construiram com os filtros e até mesmo com o Photoshop.

Foram avaliadas 800 pessoas que postam muitos selfies e cerca de 83% delas não possuem uma vida sexual satisfatória e enquanto a média de postagem de fotos era de 45 por mês, a de relações sexuais é de apenas 2 no mesmo período de tempo.

Fonte: Vírgula