Executivos de Apple, Intel e Google são investigados nos EUA

Executivos de Apple, Intel e Google são investigados nos EUA

Empresas teriam feito acordo para não contratar pessoas de outros grupos.

Diretores gerais dos grupos Apple e Intel, respectivamente Tim Cook e Paul Otellini, assim como o presidente do conselho administrativo da gigante da internet Google, Eric Schmidt, serão convocados pela justiça americana em um caso de acordo ilegal.

A juíza da Califórnia Lucy Koh pediu para auditar os três diretores após demandas apresentadas contra vários grupos do Vale do Silício por terem feito um acordo para não recrutar entre si funcionários que trabalhavam para estes grupos, informaram na sexta-feira (18) advogados dos demandantes.

Koh justificou sua decisão durante uma audiência na quinta-feira ao avaliar que os altos diretores destes grupos deviam estar a par das restrições que impunham à contratação de novos talentos.

A magistrada fez referência a vários e-mails, um dos quais enviado em 2007 pelo chefe da Apple na época, Steve Jobs, pedindo ao Google que deixasse de recrutar assalariados do grupo. A demanda, apresentada em 2011, acusa várias empresas tecnológicas de ter prejudicado, devido a um acordo entre elas, as carreiras e as perspectivas salariais de vários de seus funcionários.

Fonte: G1