Facebook é acusado de criar geração de apostadores online

Facebook é acusado de criar geração de apostadores online

A Facebook e a Zynga, tentam se livrar deste peso dizendo que a idade mínima para entrada na rede social é de 18 anos

O Facebook está sendo acusado de criar uma geração de viciados em apostas comparada à aquelas do mundo real de Las Vegas, nos Estados Unidos. Tudo graças à quantidade de jogos existentes na rede social onde crianças podem jogar livremente como se fosse algo completamente inofensivo. De moedinhas de ouro em jogos simples até verdadeiros cassinos virtuais, tudo pode ser encontrado facilmente por qualquer um no site.

Especialistas alertam sobre este tipo de jogo que aparentemente são inofensivos, como FarmVille e outros mais simples, onde os usuários são incentivados a continuar jogando para conseguir itens cada vez melhores. Esse jogos podem viciar tanto quando uma máquina de caça-níquel. Segundo eles, estes jogos são mais viciantes pelo público jovem entre 13 e 17 anos, que ainda têm o subconsciente em desenvolvimento.

A Facebook e a maior produtora de jogos deste tipo, a Zynga, tentam se livrar deste peso dizendo que a idade mínima para entrada na rede social é de 18 anos, e se estes jovens possuem perfis na rede social, são ?ilegais?. Além de afirmar que ninguém é obrigado a gastar dinheiro jogando, descaracterizando com um "jogo de azar", apesar de assumir que quem paga tem direito a itens exclusivos. Os especialistas dizem que esta forma de ganhar dinheiro vendendo créditos pode sim tornar o usuário em um viciado.

Um porta-voz do Facebook disse que "além de cumprirem com a leis locais, todos os aplicativos do Facebook são necessários para operar dentro dos limites de nossas diretrizes de desenvolvimento?, mas esta resposta era um tanto quando obvia, afinal a rede social recebe cerca de 30% dos lucros das empresas de jogos dentro do site e com certeza eles não querem perder este dinheiro.

Fonte: Tech Tudo