Facebook monitora conversas atrás de "atividades suspeitas"

Facebook monitora conversas atrás de "atividades suspeitas"

Com o pretexto de monitorar possíveis atividades suspeitas, o sistema cria alertas quando há conteúdos inadequados em conversas

Pode não parecer, mas o Facebook está de olho em você. O diretor de segurança da companhia, Joe Sullivan, revelou em entrevista à agência de notícias Reuters, que a rede social implantou uma espécie de filtro nos bate-papos entre os usuários. Com o pretexto de monitorar possíveis atividades suspeitas, o sistema cria alertas quando há conteúdos inadequados em conversas e, dependendo do caso, recomenda que um funcionário entre em contato com a polícia.

O foco do software está em bate-papos entre membros que não têm muito contato no Facebook e, de repente, começam a conversar. Este pode ser um indício de ameaça, chantagem, bullying ou algo do tipo. O programa é uma espécie de scanner que procura por certas frases relacionadas a crimes como pedofilia, por exemplo. Em um caso exemplificado pela Reuters, um homem de 30 anos foi detido após fazer insinuações sexuais para uma menina de 13.

?A tecnologia do Facebook automaticamente identificou o rapaz, que havia marcado de encontrar a menina após a escola no dia seguinte, e avisou para um funcionário chamar a polícia. As autoridades foram à casa da menina, analisaram o PC e prenderam o homem no dia seguinte?, diz o artigo.

Ainda não há muitos detalhes sobre esta ferramenta, até pelo fato de o Facebook não querer divulgá-la para evitar que os criminosos saibam como burlar o monitor. Além, é claro, de evitar a polêmica por estar bisbilhotando os bate-papos alheios. No entanto, uma coisa é certa: este é mais um passo da rede social de Mark Zuckerberg para auxiliar na proteção aos seus usuários.

?Nunca quisemos fazer com que os empregados olhassem conversas pessoais, então é importante que usemos essa tecnologia com muito cuidado e somente nos casos em que realmente se fizer necessário?, explicou Sullivan.

Fonte: Tech Tudo