Facebook não aceita mais que usuários postem tudo o que fazem

Facebook não aceita mais que usuários postem tudo o que fazem

O Facebook, então, decidiu diminuir a quantidade de posts compulsórios nos feeds e as denúncias caíram em 75%.

Depois de cortar o compartilhamento automático do Instagram, o Facebook pretende reproduzir a atitude com todos os outros serviços e aplicações conectados à rede social. Com isso, devem sumir os posts que informam tudo o que se assiste, ouve, lê, cozinha... e por aí vai.

Desde 2012, quando o Open Graph foi anunciado, não param de pipocar atualizações de Netflix, Spotify, Pinterest, jogos, sites de notícias e muitos outros serviços - o Instagram, por exemplo, publicava todos os likes do usuário.

De um ano pra cá, o site percebeu que as publicações automáticas causavam confusão e eram mal vistas pelos usuários, tanto que eles as marcam como spam. O Facebook, então, decidiu diminuir a quantidade de posts compulsórios nos feeds e as denúncias caíram em 75%.

Isso incentivou uma mudança e, a partir de agora, o Facebook não apoiará os desenvolvedores que quiserem usar esse recurso. Curiosamente, a decisão vai contra o ideal de Mark Zuckerberg, para quem os usuários gostariam de informar os contatos sobre tudo o que estivessem fazendo.

Fonte: Olhar Digital