Facebook testa envio pago de mensagens e outras ferramentas

O custo da mensagem será de US$ 1,00 – aproximadamente R$ 2 – para que a mensagem seja entregue na caixa de entrada da pessoa escolhida

O Facebook convidou um grupo limitado de usuários para testar três novos recursos. Um deles permite o filtro de mensagens recebidas, outro cria uma nova forma de fazer upload de imagens e, por fim, um que cobra por mensagens enviadas a pessoas "estranhas".

O custo da mensagem será de US$ 1,00 ? aproximadamente R$ 2 ? para que a mensagem seja entregue na caixa de entrada da pessoa escolhida. Porém, durante o período de testes, que acontece apenas nos Estados Unidos, a rede social irá testar várias formas e cobrança de valores.

Este novo recurso poderá ser utilizado apenas uma vez por semana. Hoje, quando um usuário envia uma mensagem para alguém que não está com a amizade "aprovada, o texto vai para uma caixa especial, chamada de ?outros?. Com este novo recurso, ela não irá mais para este local e sim para a caixa de entrada, junto de outras mensagens de pessoas conhecidas. Em outras palavras, o Facebook cobrará de possíveis mensagens categorizadas como spam.


Facebook testa envio pago de mensagens e outras ferramentas para 2013

Usuários poderão filtrar as mensagens recebidas (Foto: Reprodução)

Além deste recurso, outros dois estão sendo testados e são menos ? muito menos ? polêmicos. O primeiro permite que o usuário filtre a caixa de mensagens por mensagens enviadas a partir de amigos de outros amigos e também por pessoas que não conhecem nenhum de seus amigos.

Outro recurso novo é a possibilidade de realizar o upload de fotos apenas por "clicar e arrastar" o arquivo para dentro do navegador. É algo semelhante ao que já acontece hoje no SkyDrive, Dropbox e Gmail. Além de um arquivo por vez, o usuário poderá arrastar diversas fotos de uma só vez.


Facebook testa envio pago de mensagens e outras ferramentas para 2013

Nova ferramenta para arrastar e soltar para publicação de fotos (Foto: Reprodução)

Todas as novidades estão sendo testadas no momento e, se realmente funcionarem, serão implementadas para todos os usuários do Facebook.

Fonte: tech tudo