Facebook vai pagar US$ 20 milhões por usar perfil de usuário em anúncio

Valor faz parte de acordo para rede social encerrar ação judicial de 2011

Um juiz norte-americano concedeu nesta segunda-feira (26) a decisão final para o Facebook pagar US$ 20 milhões e encerrar um processo na Justiça sobre publicidade.

Cinco pessoas entraram processaram o Facebook em 2011, afirmando que a modalidade de anúncios da rede social chamada de "Histórias Patrocinadas" informava não só aos seus amigos quando havim "curtido" algum link como utilizava seus perfis para endossar essas marcas, sem pagá-los ou permitir que eles desabilitassem esse mecanismo.

As "Histórias Patrocinadas" são anúncios que aparecem na página de notícias dos usuários do Facebook e normalmente estão ligados ao nome e à foto do perfil de um dos amigos, que "curte" a marca.

O caso levantou preocupações sobre privacidade e a forma como o Facebook rentabiliza o conteúdo dos usuários.

Sob os termos do acordo fechado nesta segunda, o Facebook pagará US$ 20 milhões para compensar os reclamantes. Além disso, prometeu dar aos usuários mais controle sobre como seus conteúdos são compartilhados (mudanças que os advogados dos demandantes avaliam em US$ 145 milhões).

Segundo dados do processo, o Facebook cobrou dos anunciantes aproximadamente US$ 234 milhões pelas "Histórias Patrocinadas" entre janeiro de 2011 e agosto de 2012, Advogados de defesa dos direitos das crianças argumentaram que nenhum menor pode ter seu conteúdo compartilhado com anunciantes.

Mas na decisão desta segunda-feira, o juiz do distrito de São Francisco, Richard Seeborg escreveu que o acordo, "apesar de não incorporar todas as funções que alguns dos opositores prefeririam, possui valor significativo". Representantes do Facebook e dos demandantes não foram encontrados para comentar o caso.

Fonte: G1