Filtro de games no Facebook foi criado para evitar spam

Filtro de games no Facebook foi criado para evitar spam

Atualmente, 200 milhões de usuários jogam games mensalmente no site

Evitar que todos os usuários Facebook, principalmente os que não têm interesse em jogos, recebam mensagens do tipo "ajude a fertilizar minha fazenda" em suas páginas, algo que pode ser classificado como mensagem indesejada ou spam, foi um dos motivos pelos quais a rede social criou e lançou nesta sexta-feira (12) novas funções para melhorar a experiência dos usuários em jogos.

"Temos um sistema de jogos bom, mas temos também um problema de spam. Muitos games enviam mensagens para diversos que não as queriam" explica Sean Ryan, diretor de games do Facebook. "Trabalhamos nos últimos meses para consertar este problema e conseguimos. Nossos engenheiros entenderam como controlar este tipo de mensagem e, se você joga games, receberá mais mensagens sobre o assunto. Se você não joga games, receberá pouca ou nenhuma mensagem sobre o assunto".

O que o Facebook fez foi trabalhar em cima do algoritmo, o código do site que controla o que aparece na página de mensagens (o feed) do usuário, buscando entender o que ele realmente faz dentro da rede social para apresentar mensagens que condizem com estas ações. As medidas, com a inclusão de uma área de favoritos no site, permitem que os gamers retornem aos jogos favoritos mais facilmente.

Atualmente, 200 milhões de pessoas jogam games no Facebook todo o mês. Entre os 80 jogos mais populares da rede social, a média de usuários ativos é de 1 milhão e os jogos são as aplicações mais populares do site, o que justifica a iniciativa para popularizar ainda mais os games.

O destaque, segundo Ryan, está no canal "Game Ticker", que traz atualizações em tempo real dos jogos que os amigos do usuário estão jogando. "Ele está localizado no canto direito, no topo da página e permite também, além de ver o resultado de uma partida de um jogo qualquer do amigo, descobrir novos games, jogos que você nem conhecia, apenas clicando no link". O executivo afirma que o novo sistema irá apresentar mensagens na página do usuário relacionadas aos games que ele mais joga. "Ninguém receberá algo do que não gosta", disse.

A ideia da criação do "Ticker" veio de Mark Zuckerberg, criador do Facebook. "Ele queria tornar a experiência de jogo mais social e dinâmica e o melhor meio de fazer isso é mostrar para o jogador o que seu amigo está jogando em tempo real", explica Ryan. "Afinal, estamos em uma rede social".

Para receber mensagens de amigos sobre os games que jogam, o usuário não precisa fazer nada, apenas jogar um título. As publicações sobre jogos seguirão os atuais interesses do gamer, ou seja, caso ele pare de jogar games, com o tempo, as mensagens não aparecerão mais em sua página.

Sobre a possibilidade de que o "Ticker" isole os gamers na rede social, que receberão mais mensagens sobre os jogos que acessam por meio do sistema, Ryan afirma que não haverá este problema. "O algoritmo se ajusta com o tempo e, se você é gamer, irá, sim, ver o assunto na sua página. Entretanto, acessando outros assuntos como páginas, por exemplo, você receberá mensagens sobre o tema. No final das contas, a chave é o que o usuário está dizendo para o Facebook do que ele gosta e tem interesse no acesso ao conteúdo desejado".

Embora o sistema de games do Facebook não esteja disponível inicialmente em dispositivos móveis, como em plataformas iOS e Android e em consoles de videogame, Ryan afirma que celulares e tablets "são cruciais para a empresa". "Em países como Rússia e Japão, o acesso ao Facebook se dá em maior número por dispositivos móveis e não pelo PC. No momento, não iremos ter o sistema para nossos aplicativos móveis, mas estamos estudando a melhor maneira de fazer isso".

O objetivo é que no futuro, o sistema de filtro esteja disponível para todo o Facebook. "Em um mundo ideal, o usuário receberia apenas mensagens de temas que ele gosta e deseja receber. Ainda não chegamos lá, estamos neste caminho que tem início nos games".

Fonte: G1