Gartner: Windows 7 rodará em 42% dos PCs do mundo em 2011

Até o final de 2011, cerca de 635 milhões de novos PCs devem ser entregues com Windows 7



O Windows 7 será o principal sistema operacional (OS) do mundo até o final do ano, representando 42% de todos o PCs segundo dados da mais recente pesquisa da Gartner divulgados nesta terça-feira. A previsão é de que 94% dos novos PCs entregues em 2011 venham com Windows 7, o OS da Microsoft. Até o final de 2011, cerca de 635 milhões de novos PCs devem ser entregues com Windows 7. Muitas empresas estavam se preparando para implantar o Windows 7 nos últimos 12 a 18 meses e agora aceleraram esse processo, segundo afirmou Annette Jump, diretora de pesquisa do Gartner.

"Melhorias contínuas nos orçamentos de TI em 2010 e 2011 estão ajudando na implantação do Windows 7 em mercados corporativos dos Estados Unidos, Ásia e Pacífico, locais em que a migração para o Windows 7 começou a ter grande volume a partir do quarto trimestre de 2010", disse Annette Jump, diretora de pesquisa do Gartner. "No entanto, as incertezas econômicas na Europa Ocidental, a instabilidade política de alguns países do Oriente Médio e da África e a desaceleração econômica do Japão após o terremoto e tsunami de março 2011 provavelmente refletirá em uma implantação ligeiramente atrasada e lenta do Windows 7 nessas regiões", afirmou ela.

O Gartner prevê que o Windows 7 seja provavelmente o último sistema operacional da Microsoft a ser implantado em grande escala corporativamente. No futuro, as empresas utilizarão arquiteturas alternativas e devem avançar na direção da virtualização e da computação em nuvem nos próximos cinco anos.

Os computadores com Mac OS, sistema operacional da Apple, e de PCs que utilizam tal sistema têm observado um aumento nos últimos 12 meses. Equipamentos com Mac Os representaram 4% dos PCs entregues em todo o mundo em 2010 em comparação aos 3,3% que representou em 2008. Para 2011, a previsão é de que os computadores com Mac OS representem 4,5% em 2011 e cheguem a 5,2% em 2015 de acordo com o Gartner.

"A adoção de PCs Mac e de Mac OS é resultado da capacidade da Apple de crescer bem acima da média do mercado nos últimos 12 a 24 meses, graças a sua facilidade de uso da interface de usuário (UI), ponto de vista e facilidade de integração com outros dispositivos da Apple, como o iPhone, iPhone, iPod touch e do e todo o ecossistema da Apple em aplicativos e programas", disse Annette Jump.

A parcela de mercado do Mac OS ainda varia muito conforme a região. Atualmente, a Apple tem uma presença muito mais forte na América do Norte e na Europa Ocidental. Um crescimento mais rápido é esperado para acontecer em alguns países emergentes, onde a Apple e o Mac OS estão crescendo a partir de uma base pequena.

Linux OS deverá permanecer no seu nicho ao longo dos próximos cinco anos, com uma participação abaixo de 2% por causa dos custos elevados de migração de aplicações do Windows para o Linux. No mercado de consumo, o Linux vai ser executado em menos de 1% dos PCs, uma vez que o sucesso do Linux com o mini-notebooks foi de curta duração e poucos mini-notebooks vem com o sistema instalado.

Além disso, o Gartner não espera que os sistemas Chrome OS, Android ou webOS possam obter qualquer quota de mercado significativa em PCs nos próximos anos. Os analistas acreditam que para que esses sistemas se tornem uma alternativa para PCs eles precisam antes obter posições fortes em dispositivos com clientes emergentes, e-readers e tablets.

Por fim, o Gartner prevê que em 2012 o mercado vai chegar ao cruzamento das aplicações específicas para Windows e daquelas que são OS-independentes. As OS-independentes devem ser 50% do mercado corporativo no ano que vem. Na esfera do consumidor, o Gartner acredita que a proporção de OS-independente já está acima dos aplicativos específicos para Windows, o que poderia ajudar o Chrome OS e o Android a fazer incursões neste mercado nos próximos 3 a 5 anos.

Fonte: Terra, www.terra.com.br