Gigante Google diz que vai punir sites com publicidade "excessiva"

O novo algoritmo da empresa irá penalizar os portais que lotam o topo de suas páginas com anúncios, dificultando a navegação.

Os sites que lotam o topo de suas páginas com anúncios, forçando seus visitantes a baixar a barra de rolagem para visualizar o conteúdo, começarão a ser penalizados nas buscas do Google. A empresa tomou essa decisão porque concluiu que os internautas se aborrecem com esse tipo de layout, informou a Google em seu blog.

?Se você clica em um site e a primeira coisa que você vê não tem muito conteúdo visível ou se o portal dedica grande parte da tela inicial a anúncios, ele não oferece uma boa experiência de usuário. Alguns sites podem não permanecer na mesma posição atual?, escreveu o engenheiro da Google Matt Cutts, considerado a maior autoridade da empresa na otimização de ferramentas de busca (SEO).

O Google não vai punir os portais que exibem publicidade no topo da página dentro do que a empresa considera ?um nível normal?, mas sim os com uma quantidade ?excessiva? de anúncios, a ponto de dificultar a navegação.

?Esse novo aperfeiçoamento de algoritmo tende a impactar os sites em que existe apenas uma quantidade pequena de conteúdo visível ou em que o conteúdo relevante é levado para baixo por grandes blocos de publicidade?, escreveu Cutts. A Google prevê que essa mudança no algoritmo vai impactar a ordem dos resultados em menos de 1% das buscas.

Como geralmente acontece quando o Google apresenta mudanças em seu algoritmo, os gerenciadores de sites já estão contentes e outros nem tanto, como mostram os comentários deixados no blog da Google.

Muitos internautas argumentaram que é hipócrita o Google punir os sites por algo que a muitas vezes a própria empresa é a culpada, enquanto outros afirmam que não é da conta do buscador como os portais exibem a publicidade, especialmente quando a política da gigante das buscas poderia impactar a eficácia dos anúncios.

Fonte: techtudo.com.br