Google convida homem cego para "dirigir" novo carro automático

O automóvel é equipado com um sistema de radares e lasers para conhecer sua localização

O Google usou um motorista cego para testar o funcionamento do novo carro automático em uma rota de mais de 300 Km. A experiência rendeu um vídeo divulgado no YouTube da viagem completa. O carro, na verdade, "se dirige" sozinho, sem a ajuda do homem.

A gravação, intitulada Self-Driving Car Teste: Steve Mahan, mostra a viagem de Steve Mahan, um homem com incapacidade visual de 95%, em um percurso por sua cidade a bordo de um Toyota Prius equipado com a tecnologia do Google para autocondução.

Para o homem, um carro como este poderia representar uma drástica mudança no cotidiado. "Isto me daria a independência e a flexibilidade para ir a lugares onde tenho que ir e quero ir quando eu necessitar fazer coisas", avaliou Mahan.

A viagem teve duas paradas, "sem mãos, sem pés", comenta o cego com os braços para o alto enquanto o veículo avança. O automóvel é equipado com um sistema de radares e lasers para conhecer sua localização, e durante o teste o copiloto de Mahan usava um computador portátil que estava conectado ao veículo.

O Google explicou no YouTube que a condução com Steve Mahan foi realizada em "uma rota cuidadosamente programada" e que a experiência foi "um experimento técnico". O projeto foi anunciado em 2010, com o desenvolvimento de um protótipo guiado com o uso de mapas da companhia.


Google convida homem cego para

Fonte: G1