Google exige que Microsoft retire app do YouTube da Windows Phone Store

Versão do app permitiria download de vídeos e bloqueio de anúncios.

O Google emitiu uma carta para a Microsoft exigindo que a companhia retire do ar e desabilite recursos do aplicativo do YouTube oferecido pela companhia de Redmond na Windows Phone Store.

De acordo com o site ?The Verge?, a medida teria sido tomada porque a Microsoft teria desenvolvido o app ?sem o consentimento do Google?, e desabilitado a exibição de anúncios no YouTube, o que se caracteriza como uma violação dos termos e condições da API do serviço de compartilhamento de vídeos.

Além disso, o Google argumenta que outro recurso do app, que permitia que os usuários baixassem o vídeo do YouTube para seus aparelhos, também é prejudicial para o serviço aos olhos da empresa. ?Ao bloquear os anunciantes e permitir o download dos vídeos, o aplicativo corta uma fonte de receita dos criadores, e causa danos aos ecossistema do YouTube?, escreveu o Google.

A companhia de Mountain View exige que o app seja retirado da Windows Phone Store até a próxima quarta-feira (22), todavia, um porta-voz da Microsoft afirmou que pretende cooperar com as regras do Google em uma nova versão do YouTube para Windows Phone. ?Ficaríamos mais do que felizes para incluir os anúncios, mas é necessário que o Google nos forneça as APIs necessárias?.

Citando a fala CEO do Google, Larry Page, durante o Google I/O, sua primeira aparição pública em um evento da empresa desde 2012, a Microsoft destacou que é preciso ?menos negatividade? no mercado, e que o problema ?precisa ser resolvido [para benefício] de nossos consumidores mútuos?.

Até que uma nova versão do aplicativo seja liberada na Windows Phone Store, os usuários terão que usar apps alternativos ou acessar o site de vídeos do Google por meio do browser do dispositivo. Porém, até a publicação desta nota, o aplicativo do YouTube continuava disponível para download no site da Windows Phone Store.

Fonte: G1