Governo vai levar internet banda larga para comunidades do interior

Programa oferece gratuitamente conexão à internet.

O governador Wellington Dias assinou na tarde dessa quarta-feira, 6, um acordo de cooperação com o Ministério das Comunicações (MC), para desenvolver ações conjuntas em programas e projetos de inclusão digital, voltados prioritariamente para grupos em situação de vulnerabilidade social e à margem do direito a comunicação.

A primeira ação decorrente do acordo é a inauguração do GESAC (Governo Eletrônico - Serviço de Atendimento ao Cidadão) no Piauí. O programa, coordenado pelo Ministério das Comunicações, oferece gratuitamente conexão à internet em banda larga - por via terrestre e satélite - a telecentros, escolas, unidades de saúde, aldeias indígenas, postos de fronteira e quilombos.

O primeiro GESAC no Piauí ficará em São José do Divino, município situado a 234 km ao norte de Teresina. A inauguração será na próxima sexta-feira, 8, em solenidade que contará com as presenças do governador Wellington Dias  e do Ministro das Comunicações, André Peixoto Figueiredo Lima, na cidade de Pedro II.

Na oportunidade serão lançados investimentos de R$ 1,1 milhão em internet para a cidade e R$ 10 milhões em todo o estado. Ainda no evento deve ser assinado um termo para implementação do cinturão de fibra ótica e banda larga no Piauí.

Em Brasília, nessa quarta-feira,  o ministro André Figueiredo anunciou que o Brasil deve lançar nos próximos meses, um satélite que vai reduzir custos em contratos com estados e municípios.

Segundo o acordo de cooperação técnica, ao ministério caberá como atribuições o compartilhamento de informações sobre os programas e projetos desenvolvidos nessa área; apoiar o governo para uso das Tecnologias da Informação e Comunicação – TIC’s; fomentar o compartilhamento de infraestruturas e serviços que promovam melhoria de acesso a internet e banda larga.

O governo do Estado se encarregará de convidar os municípios para adesão aos programas, projetos e ações disponíveis e definição de servidores para coordenação.

Fonte: Ascom