Hackers chineses acessam dados de funcionários do governo dos EUA;veja

Objetivo seria obter arquivos de autorizações de segurança, diz jornal. EUA acusaram recentemente cinco militares da China por acessos ilegais.

Hackers chineses conseguiram em março acessar as redes de computadores do governo dos Estados Unidos que armazenam informações pessoais de todos os funcionários federais, segundo reportagem desta quarta-feira (10) do jornal "The New York Times". Segundo fontes anônimas do alto escalão do governo norte-americano, os hackers pareciam buscar "arquivos de dezenas de milhares de funcionários que solicitaram autorizações secretas de segurança".

O "New York Times" relata que os piratas cibernéticos conseguiram o acesso a algumas das bases de dados do Escritório de Recursos Humanos antes que as autoridades dos EUA detectassem a ameaça e bloqueassem o acesso à rede. Em resposta ao jornal, um oficial do Departamento de Segurança confirmou o ataque, mas afirmou que, até o momento, "não foi identificada perda de informações identificáveis".

De acordo com a reportagem, ainda não foi esclarecido como os hackers invadiram o sistema, no qual os candidatos a autorizações de segurança listam "contatos estrangeiros, trabalhos anteriores e informações pessoais, como o uso de droga no passado".

Os EUA acusaram recentemente cinco militares chineses de acessar ilegalmente informações sobre companhias norte-americanas com o objetivo de roubar segredos corporativos.O presidente dos EUA, Barack Obama, expressou na quarta (9) seu interesse em estabelecer "um novo modelo" de relações com a China, baseado em uma cooperação mais pragmática e na "gestão construtiva" das diferenças.

A informação sobre os hackers chega justo quando acontece em Pequim a sexta rodada do Diálogo Econômico Estratégico bilateral entre EUA e China. As acusações mútuas de espionagem cibernética entre as duas potências esfriaram as relações bilaterais e estão no centro das conversas de alto nível em Pequim.

Fonte: G1 Globo