Hackers cobram R$ 90 mil de pizzaria para reaver os dados de seus clientes

O grupo autointitulado Rex Mundi cobrou €30 mil (cerca de R$ 90 mil) para a companhia reaver os dados.


Hackers cobram R$ 90 mil de pizzaria por dados de clientes

A mais nova grande empresa vítimas de hackers não é um site de e-commerce, um órgão governamental ou uma multinacional de informática.

A pizzaria Domino?s, que é a maior rede de pizzarias do mundo e que também atua no Brasil, teve seus servidores invadidos por criminosos que alegam ter acesso a detalhes de mais de 650 mil clientes.

O grupo autointitulado Rex Mundi cobrou ?30 mil (cerca de R$ 90 mil) para a companhia reaver os dados.

O banco de dados inclui informações de mais de 592 mil clientes da rede na França, e mais de 58 mil na Bélgica. De acordo com os próprios hackers, ?nomes completos, endereços, números de telefone, e-mails, senhas e instruções para entregas? serão postados na internet caso a quantia não seja paga.

A Domino?s França reconheceu publicamente o ataque e contatou seus usuários para que eles mudassem suas senhas. O diretor da Domino?s Holanda, Andre ten Wolde, também comentou o assunto. ?Há claros indícios de que algo não está certo com nosso servidor. No entanto, dados financeiros, como cartões de créditos, não foram comprometidos?, ele declarou, apesar dos holandeses não terem sido afetados.

Fonte: Baboo