HP alega grande procura nos EUA e "ressuscita tablet de US$ 99

HP alega grande procura nos EUA e "ressuscita tablet de US$ 99

No final de julho, a HP cortou o preço em 50 dólares, depois, derrubou o valor em mais 100 dólares

Se fosse um filme, seria algo como ?A Volta dos Mortos-Vivos?. A HP anunciou que, devido à grande procura por seu finado tablet TouchPad, vai "ressuscitar" o equipamento e produzir pelo menos mais um lote de equipamentos.

O produto tem uma história curta e muito conturbada. Ele foi lançado em julho, vendeu pouco, foi retirado do mercado cerca de um mês depois, entrou em liquidação por 99 dólares e aí virou um sucesso de venda. Tanto que a HP resolveu anunciar esse ?lote extra?.

Mas isso não significa que a empresa está de volta ao mercado de tablets. A companhia afirma no comunicado que, apesar de ter ficado ?positivamente surpresa com a grande procura pelo aparelho, o que fez acabar o estoque?, ela encerrará a produção desses equipamentos, como havia anunciado anteriormente.

Por outro lado, Todd Bradley, diretor da HP, disse em entrevista à Reuters, que a empresa pretende dar suporte a uma companhia independente, que fabricaria equipamentos como tablets e outros computadores compactos. Ou seja, a novela deve continuar.

Curioso notar que a companhia afirma em seu site que não sabe exatamente quantas unidades do TouchPad serão oferecidas ou quando elas estarão disponíveis nesse novo lote. O preço? Vai ficar a cargo da revenda, mas o aparelho só começou a vender depois que ele foi oferecido por 99 dólares. Se subir, encalha de novo...

O equipamento, que chegou ao mercado com objetivo de ser um rival para o iPad, com preços a partir de 500 dólares, foi criticado por seu desempenho fraco e poucos aplicativos disponíveis. No final de julho, a HP cortou o preço em 50 dólares, depois, derrubou o valor em mais 100 dólares.

Mas não adiantou, pois as vendas continuavam fracas. Depois do anúncio da HP dia 18/8 de que abandonaria os mercados de tablets e smartphones, lojas nos Estados Unidos iniciaram liquidações que derrubaram o preço para menos de 100 dólares. Aí ele esgotou. Ou seja, tablet barato, vende.

Fonte: uol.com