Intel desenvolve processador capaz de funcionar à base de vinho; conheça

Chip da Intel utiliza vinho tinto para gerar corrente elétrica

A Intel apresentou, durante o Intel Developer Forum, um processador tão eficiente que um copo de vinho tinto é capaz de fornecer energia suficiente para fazê-lo funcionar. Bastou mergulhar dois eletrodos baratos em uma taça com a bebida para o mecanismo condutor de eletricidade reagir com o ácido acético no drink. A pequena corrente elétrica gerada é o suficiente para alimentar um chipset de baixa potência.


Intel desenvolve processador capaz de funcionar à base de vinho

A companhia acredita que esse tipo de chip é o futuro, especialmente quando se trata de conectar pessoas em países menos desenvolvidos. Outra pequena inovação inteligente demonstrada no evento diz respeito ao uso de um acelerômetro em dispositivos móveis configurado para reconhecer o estilo de andar do proprietário.

Para a Intel, se o telefone "sabe" qual atividade está sendo feita pelo usuário, ele vai desbloquear as aplicações mais rápido. O aparelho conseguiria prever que os aplicativos e funções utilizados quando a pessoa está parada são diferentes dos quais ela acessa quando está andando, por exemplo.

Fonte: Tech Tudo