‘Internautas de celular’ são filão, aponta pesquisa do IBGE em parceria com PNAD

‘Internautas de celular’ são filão, aponta pesquisa do IBGE em parceria com PNAD

Número de internautas no Brasil cresceu 143,8% nos últimos dez anos, enquanto o número de pessoas com celular dobrou no mesmo período

Segundo pesquisa divulgada pelo IBGE em parceria com o PNAD na última quinta-feira, o número de internautas no Brasil cresceu 143,8% nos últimos dez anos, enquanto o número de pessoas com celular dobrou no mesmo período.

Maiores facilidades de acesso a linha fixa, preços menores de celular e planos que se encaixam no bolso das classes sociais menos avantajadas são os fatores principais para o crescimento.

O estudo constatou que o acesso a internet é maior entre os jovens: 74% dos adolescentes entre 15 e 17 anos se conectam com frequência à internet. O que chama atenção é a forma que estes adolescentes usam para acessar o mundo virtual.

Ao invés de computadores de mesa e notebooks, eles preferem navegar usando o fiel companheiro da garotada: o smartphone. O uso é justificado pela acessibilidade do produto no mercado e pelos pacotes de internet sem fio cada vez mais inclusivos.

A estudante Raíssa Melo possui uma identidade virtual e passa grande parte do dia presente na internet, tudo graças a seu celular. ?Uso meu ?smart? para entrar nas redes sociais, fazer pesquisas do colégio e me informar sobre as notícias.

A tela é menor que a de um computador, mas a vantagem é que estou com ele sempre em mãos e uso no momento que quiser, não fico limitada à minha casa?, conta a adolescente de 16 anos.

Raíssa fala que se não fosse pelo pequeno computador de mão, não teria condições de navegar na internet com frequência. Ela não tem computador em casa e a extinção das lan houses deixou tudo mais difícil.

Ela explica que consegue se conectar ao mundo por menos de R$ 1 por dia. ?Fica mais barato que contratar internet banda larga. E ainda posso navegar em qualquer lugar da cidade?, arremata.

Fonte: Olegário Borges