Lançamento do Windows Phone 8 é momento decisivo para a Nokia

Segundo analista, novos smartphones precisam ter diferenciais que causem mesmo tipo de alvoroço das rivais Apple e Samsung.

Nesta quarta-feira (5/9), a Nokia e a Microsoft irão, mais uma vez, subir ao palco juntos para lançar a segunda geração de Windows Phone - que terá nova tela inicial, processadores dual-core e câmeras melhoradas.



Para ambas as gigantes, o lançamento dos primeiros smartphones baseados em Windows Phone 8 é um momento extremamente importante, que irá definir o futuro das empresas no mercado, de acordo com o diretor de pesquisa da CCS Insight, Ben Wood. "O problema da Microsoft com o lançamento é que ela corre o risco de passar despercebida por conta do iPhone 5. Isso vai ser um desafio para a empresa e seus licenciados, o mais importante deles sendo a Nokia", disse Wood.

O próximo iPhone está previsto para ser lançado em 12 de setembro, enquanto o evento de hoje da Nokia terá o lançamento de pelo menos dois novos telefones, o Lumia 920 e o Lumia 820, de acordo com rumores - os quais também dizem que os Lumia 920 terá processador de 1.5 GHz dual-core e tela de 4.5 polegadas com uma resolução de 1280x720 pixels. Já com o Lumia 820 é esperada uma tela um pouco menor, de 4.3 polegadas, mas com a mesma resolução.

Também espera-se que a fabricante finlandesa coloque uma câmera de 8 megapixels no Lumia 920 e chame-o de PureView, nome visto pela primeira com o Nokia 808, que roda o sistema operacional Symbian.

Uma câmera de 8 megapixels decepcionaria algumas pessoas, uma vez que o Nokia 808 tem uma câmera de 41 megapixels. "O futuro da fotografia será sobre como você usa pixels, ótica e processamento de imagem em conjunto", disse o especialista da Nokia, Damian Dinning, no Twitter. "O PureView é uma mistura de ótica, pixels e processamento de imagens de maneiras novas e diferentes para que você possa fazer coisas que não poderiam ser feitas de outra forma", acrescentou.

"Os telefones precisam ter um fator que chame atenção e que gere o tipo de furor que a Samsung, a Apple e outros foram capazes de conseguir com seus lançamentos", disse Wood. "Se falharem em conseguir essa reação no momento do anúncio, isso não será nada bom para o futuro do portifólio da empresa." O sucesso de telefones Nokia também dependerá se os usuários vão se encantar com o Windows Phone 8.

Uma das mais importantes novidades no Windows Phone 8 é a nova versão da tela inicial, que dará aos usuários mais flexibilidade e controle sobre estudar e trabalhar. A interface permite que os usuários alterarem o tamanho dos ícones para pequenos (do tamanho atual), médios e grandes.

Além disso, smartphones baseados na nova versão do OS poderão ser equipados com telas HD, processadores multi-core, slots para cartões micro SD e NFC - o que ajudará a plataforma a concorrer diretamente com rivais em termos de hardware. Estar mais envolvida no desenvolvimento do Windows Phone 8 permitirá que a Nokia crie produtos melhores, de acordo com a fabricante.

Embora a empresa tenha diferenciado seus produtos existentes com design e aplicativos exclusivos, a Nokia acredita que pode fazer muito melhor do que isso, segundo disse o CEO da empresa, Stephen Elop, no começo do ano.

Mas para aumentar as vendas de Windows Phone, o que exige muitas milhões de unidades, a companhia necessita de mais do que apenas novos dispositivos de última geração, de acordo com o gerente de pesquisas da IDC, Francisco Jeronimo. "É muito importante ver uma maior variedade de smartphones baseados no Windows Phone com preços acessíveis. A Nokia começou a crescer o portifólio baixando o preço com o Lumia 610 e 710, mas é preciso muito mais. O Android só começou a crescer quando uma escolha mais ampla tornou-se disponível ", disse Jeronimo.

Fonte: Uol-idgnow