LimeWire entra em acordo e paga US$ 105 milhões para gravadoras

Rede é acusada de infração de direitos autorais

Os operadores da rede LimeWire concordaram em pagar às gravadoras US$ 105 milhões para encerrar um processo federal nos Estados Unidos que acusava o serviço de troca de arquivos de infração de direito autoral.

O acordo acertado com 13 gravadoras, incluindo Sony, Vivendi, Warner Music Group e EMI, encerra quase cinco anos de litígio.

A juíza Kimba Wood tinha decidido em maio que os controladores da LimeWire, Lime Group e Lime Wire LLC, tinham contribuído para que usuários copiassem material protegido por direito autoral.

Ela decidiu pelo fechamento da LimeWire em outubro, deixando em aberto a questão sobre o pagamento de indenizações que poderiam ter superado US$ 1 bilhão com base em 10 mil músicas lançadas desde 1972.

Fonte: G1