Ministério diz que concorrência baixará preço de iPad do Brasil

Ministério diz que concorrência baixará preço de iPad do Brasil

O Ministério disse que não pode obrigar as empresas a diminuírem o preço de itens que recebem benefício fiscal – caso do tablet da Apple

Apesar de o iPad produzido no Brasil ter o mesmo valor de o produto importado, o Ministério de Ciência e Tecnologia afirmou em nota nesta sexta-feira (13) acreditar que a concorrência no mercado brasileiro deve fazer os preços baixarem. O Ministério disse que não pode obrigar as empresas a diminuírem o preço de itens que recebem benefício fiscal ? caso do tablet da Apple.

?Os principais fabricantes estão no país, fato que favorece a concorrência entre eles e a consequente queda dos preços?, afirmou Virgílio Almeida, Secretário de Políticas de Informática do ministério. Entre as empresas citadas com produção local estão a Apple (com a montadora Foxconn), a Samsung, a Positivo Informática e a Semp-Toshiba.

Ainda de acordo o comunicado, cerca de 36 empresas já solicitaram incentivos para a produção de tablets no Brasil, das quais 17 já tiveram seus projetos avaliados e aprovados.

"A Foxconn vem executando o Projeto Produtivo Básico, investindo 4% em Pesquisa e Desenvolvimento e respeitando as taxas de composição de produtos nacionais ? requisitos para receber os incentivos fiscais da Lei de Informática. Desta forma, a economia do Brasil ganha com a geração de empregos e com a redução das importações", diz o texto.

O ministério se manifestou após o primeiro lote de iPads fabricados no Brasil chegar às lojas oficiais da Apple, sem que o preço caísse. No site oficial da Apple, o valor começa em R$ 1.549 (16 GB, Wi-Fi), independente de o produto ser brasileiro ou importado -- algo não especificado no site da empresa. Em uma a2You (revendedora oficial da Apple) em São Paulo, é possível verificar o mesmo: o produto nacional é vendido pelo mesmo preço do modelo vindo do exterior.

De acordo com o ?Valor Econômico?, os iPads produzidos localmente devem começar chegar às lojas de varejo neste mês. Na Fnac (loja de São Paulo), o modelo deve chegar no dia de 19 de julho.

A diminuição do preço dos produtos nacionais da Apple era esperada por causa dos incentivos fiscais que o produto fabricado no Brasil recebe. Pela chamada Lei do Bem, tablets fabricados no Brasil recebem redução do Cofins e IPI de 9,25% para zero.

Procurada pela reportagem, a Apple ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

Fonte: G1