Ministro turco afirma que Twitter foi bloqueado por que agia “acima da lei”

A boa notícia para os cidadãos do país é que o Twitter parece estar conversando com o governo sobre remediar a situação

O Twitter foi o centro de notícias no mundo inteiro durando a semana passada, quando foi bloqueado pelo governo turco depois de ser usado para distribuir material que supostamente mostrava a corrupção dentro do círculo interno do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan.

A situação escalou no fim de semana, com o país bloqueando o Twitter via IP ? tirando DNS do Google e outros atalhos que, até então, estavam sendo usados para contornar a proibição. Em resposta à polêmica, o ministro das Finanças Mehmet Simsek disse à BBC que o bloqueio foi executado porque o Twitter agiu ?acima da lei? e ignorou ordens judiciais.

?A agência de telecomunicações da Turquia fez uma série de declarações dizendo que eles pediram ao Twitter em um número de ocasiões para remover alguns conteúdos sob ordens judiciais e o Twitter vem se recusando a cumprir isso?, disse Simsek, admitindo que o episódio ?não reflete bem? sobre o governo.

A boa notícia para os cidadãos do país é que o Twitter parece estar conversando com o governo sobre remediar a situação, embora tenha sido sugerido que o YouTube e outros sites de mídia social também possam ser banidos do país.

Fonte: UOL