Modem 3G: Veja um guia de compra com dicas para ter a melhor opção

A velocidade de conexão do modem 3G é um fator que deve ser analisado com cuidado.

O modem 3G é uma opção de conexão à Internet para quem busca mobilidade e praticidade. No entanto, antes de sair por aí contratando o primeiro plano de dados que aparecer pela frente, o site TechTudo preparou um guia com algumas dicas e informações relevantes, que você deve levar em consideração na hora de escolher seu 3G.


Modem 3G: guia de compra com dicas para ter a melhor opção

Velocidade

A velocidade de conexão do modem 3G é um fator que deve ser analisado com cuidado, e que vai fazer toda a diferença na hora de baixar seus arquivos. Vale verificar as velocidades de downlink, que são as taxas de transferência de dados que trafegarão no seu aparelho. Na tecnologia 3G, elas podem atingir até 7.2 Mbps. Outro item para ficar de olho é a velocidade de uplink, ou seja, a velocidade com a qual você poderá enviar dados para a rede. Nesse caso o máximo a atingir é 5.76 Mbps.

Baseado nestas informações, você consegue ter um número de base para verificar com a operadora o que ela tem a oferece para conexão e basear se o plano vale a pena ou está muito fraco.

Qualidade na recepção

Como nos modens tradicionais, a qualidade da recepção do final melhora quando o aparelho possui mais de uma antena interna. Por isso é bom perguntar para o vendedor ou verificar nas especificações do produto ? caso a compra seja virtual ? quantas antenas o modem possui. Normalmente eles vêm equipados com apenas uma, mas se você quiser turbinar a qualidade de recepção poderá adicionar mais uma antena por meio de um conector.

As diferenças de cada modelo

Os modens 3G têm como característica principal ter um design pequeno, para facilitar o uso diário. É importante verificar o que o aparelho oferece, além da conexão 3G. O mercado tem inúmeras opções, com modelos que podem vir bloqueados ou não, isso depende da operadora e de onde você adquire o aparelho. Alguns são equipados com leitor de cartão micro SD, conexão Wi-Fi, mais de uma antena e até função pendrive. Um extra atraente é o receptor de TV Digital específico para o padrão brasileiro, o ISDB-TB.

A instalação costuma ser bastante prática, principalmente quando ele é adquirido em operadoras. Isso porque o hardware costuma vir equipado de fábrica, com discadores e aplicativos que iniciam automaticamente o modem, quando ele é plugado na entrada USB de seu dispositivo.

Se optar por um modelo desbloqueado, o trabalho será um pouco maior, já que você vai ter que procurar o discador da operadora e outros drivers necessários para a instalação correta do aparelho.

Muitas opções, maior atenção

No Brasil as quatro maiores operadoras disponibilizam pacotes para contratação de modem 3G nas opções pré e pós-paga. Na TIM, o plano pós-pago é chamado de Liberty Web e se divide em categorias que vão do Liberty Web Light com franquia de 500 MB a R$ 35 ao mês. Segundo a empresa, este plano é para quem busca economia e utiliza pouco a internet. Aqui a velocidade de downlink é de até 1 Mbps e uplink de 100 Kbps.

Se você estourar a franquia contratada terá a velocidade reduzida para até 100kbps, voltando ao normal após a "virada" do mês. O plano mais caro oferecido pela TIM é o Liberty Web Modem Plus com franquia de 10 GB, pelo preço de R$ 101. A velocidade de downlink é de até 1 Mbps e o uplink de até 100 Kbps. A redução de velocidade, neste caso, pode ser para até 200 Kbps.

O modem 3G pré-pago da operadora chama-se Infinity Web Modem. Pode ser contratado via SMS, pela central de atendimento ao cliente ou em área exclusiva no site da empresa. É uma oferta associada ao plano Infinity Pré ou Controle, o custo é de R$ 1,99 por dia, descontado dos créditos do cliente. A franquia diária é de 80 MB para navegar em até 1 Mbps. Ao estourar este limite, a velocidade é reduzida para 50 Kbps.

A Claro também oferece as modalidades pré e pós-paga. No pós-pago o plano mais barato da Claro Internet possui franquia de 500 MB a R$ 37,42. O modem custa R$ 99 e a velocidade de downlink é de 1 Mbps e 128 Kbps para uplink. Após o término da franquia, há a opção de contratação de pacotes adicionais de 100 MB (R$ 9,90), 250 MB (R$ 14,95), 500 MB (R$ 49,90) e 1 GB (R$ 69,90).

A opção mais cara é o plano com franquia de 20 GB por R$ 159,90, com modem grátis. A velocidade de conexão é de 1 Mbps para downlink e até 128 Kpbs para uplink. Ao

término da franquia mensal a velocidade cai para 256Kbps e também há opção de contratação de pacotes adicionais pelos mesmos valores do plano de 500 MB. No pré, o custo é de R$ 1,99 por dia, o cliente adquire o Kit Internet Pré ? composto por modem e chip ? nas lojas da operadora. A franquia é de 80 MB com velocidade de até

1,5 Mbps. Em caso de exceder a cota diária, a velocidade cai para 64 Kbps.

A Vivo disponibiliza Internet 3G pré e pós-paga. No pré a franquia é de 150 MB até o R$ 2,99 por dia com o dia seguinte grátis. O downlink é de 500 Kbps e o uplink de 50 Kbps. Em caso de redução de velocidade, estes valores caem para 128 e 50 Kbps, respectivamente.

No pós-pago o modem custa R$ 99 no site da operadora e o plano 3G Plus possui duas franquias. A mais barata com 500 MB a R$ 36,90 e a mais cara, de 2 GB a R$ 64,90. A referência padrão de velocidade é de 1,5 Mbps para downlink e 150 Kbps para uplink. Na redução da velocidade, elas ficam em 256 e 128Kbps, respectivamente.

Como as outras operadoras, a Oi também oferece pacotes pré e pós-pago. No pré-pago o pacote diário de 50 MB ao dia custa R$ 1,89. Segundo a operadora, com esta

franquia dá para fazer até 100 atualizações de fotos em redes sociais, assistir até 8 vídeos de 3 minutos no YouTube, baixar 12 músicas, enviar ou receber até 500 e-

mails sem anexo ou ver até 50 páginas de notícias. O pacote possui velocidade de até 1Mbps de downlink e 128Kbps de uplink. Ao término da franquia, o cliente tem velocidade reduzida para 50Kbps.

Agora basta escolher a opção de rede 3G que mais combinar com suas necessidades diárias e ficar conectado à internet sempre que desejar. Lembrando que os preços podem ser alterados conforme as mudanças internas de cada operadora.

Fonte: tech tudo