‘Motoboy do Pokémon’ cobra R$ 25 para capturar bichinhos no Ceará

Denis garante que vai "pegar e deixar em casa".

Depois do lançamento de "Pokémon Go" no Brasil, um motoboy cearense resolveu empreender: desempregado há um mês, anunciou em grupos do WhatsApp transporte para usuários do aplicativo em Fortaleza.

No anúncio, divulgado ainda na noite desta quarta-feira (3), Denis Paz, de 32 anos, oferece o serviço para "caçadores de Pokémon" e garante que vai "pegar e deixar em casa".

"Fazemos um tour pelas melhores regiões. Não fazemos áreas de risco", e acrescenta que o serviço inclui "carregador de celular" - de carro adaptado para moto -, mas não abrange percurso em "áreas de risco".

"Para evitar assalto não só comigo mas também pra quem estiver jogando", diz.

"Sempre gostei de games, de jogos. Tem muitos rapazes ligando, querendo saber se eu jogo. Já vi tutoriais no youtube, pra repassar pra quem queira aprender, orientar quem for jogar. Eu instalei, mas ainda não tive tempo de usar. É o que eu pretendo fazer: trabalhar e também jogar", conta.

Inicialmente, o motociclista fez a divulgação em grupos de Pokémon em Fortaleza e também em grupos de motoboys do WhatsApp. Ele estipulou o valor de R$ 25 por hora.

Denis conta que ficou surpreso com a procura de jogadores, que entraram em contato pela curiosidade e com dúvidas sobre o serviço, e ainda não teve tempo para conseguir responder.O motoboy ainda não realizou corridas na manhã desta quinta-feira (4), e acredita que deve combinar com jogadores para o turno da noite. "Um rapaz já disse que vai me contratar. Acredito que o fluxo vai ser a noite. Muita gente agora tá no trabalho, estudando. Já determinei que não vai ter criança, porque o pai precisaria autorizar", adianta.Denis afirma que os locais sugeridos no anúncio do Whatsapp são pontos turísticos e shoppings. "Os pokémons ficam em cantos que tem movimentação", descreve.

Motoboy do Pokémon está faturando em Fortaleza (Crédito: Divulgação)
Motoboy do Pokémon está faturando em Fortaleza (Crédito: Divulgação)


O JOGO NO BRASIL

Pokémon Go pode ser baixado nas lojas brasileiras de aplicativo da Apple e do Google. Os jogadores encontram os bichinhos nos PokéStops espalhados pela cidade. É como fazer check-in pelo Foursquare ou Facebook, por exemplo, mas com uma diferença básica: cada presença em um destes locais pode lhe render itens bem interessantes.

Em Fortaleza, as PokéStops ficam localizadas em shoppings, grandes escolas, praias monumentos e até igrejas.Desde que chegou aos Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia em 5 de julho, "Pokémon Go" se transformou em um fenômeno.

Fonte: G1