Novo golpe promete Instagram no PC, mas captura dados do usuário

Novo golpe promete Instagram no PC, mas captura dados do usuário

Novo golpe promete emular Instagram no PC e captura dados do usuário

Um novo golpe vem utilizando o nome do Instagram para enganar usuários na Internet. A empresa de segurança online Symantec identificou um anúncio que vem prometendo acesso à rede social diretamente no computador, sem usar smartphone. O software diz instalar uma espécie de emulador do aplicativo para que seja possível executá-lo no computador. Porém, isso é uma mentira. É só mais um processo malicioso em busca de dados de internautas.

A farsa é até bem feita. Funciona assim: depois de fazer o download da extensão, o usuário extrai um arquivo compactado onde há várias bibliotecas de vínculo dinâmico (.DLL) com um executável. O natural seria rodar o arquivo executável. Assim, uma tela semelhante à do Instagram para celular é exibida. Mas, quando o usuário tenta fazer login, recebe uma mensagem de erro dizendo que falta ainda um arquivo a ser baixado.

Caso a pessoa concorde em fazer o download, é redirecionada para uma página onde tem que preencher um formulário com diversos dados antes de baixar o suposto arquivo necessário para rodar o Instagram para PC. Assim, eles ganham acesso a diversos dados pessoais do usuário e podem utilizá-los para realizar outros golpes na rede e até acessarem redes sociais e e-mails dos internautas com suas credenciais de login e senha.

Além deste aplicativo malicioso, há uma outra versão do Instagram para PC que afirma que o usuário precisa ?ativar? o Instagram para ele funcionar. Ao clicar na opção, ele também será levado para uma tela de preenchimento de formulários. Curiosamente, já há mais de quatro mil pessoas curtindo o ?Instagram para PC? falso no Facebook e no Twitter, além de 1,8 mil no Google+.

Ambos os serviços, assim como muitas outras farsas, se beneficiam de buscas que que internautas fazem na rede. Por isso, uma recomendação da Symantec é: não procure por ?Instagram no PC? no Google, Bing e serviços do tipo. O acesso às fotos da rede social deve ser feito apenas pelo link direto do serviço.

?Para os usuários das redes sociais, é importante ter cuidado com os golpistas que tentam encontrar formas de convencê-los a fornecer dados de login, instalar aplicativos, ou copiar e colar o código em páginas da Web. Além disso, é importante não clicar em links suspeitos e relatar golpes usando os relatórios dentro do Facebook e outras redes sociais?, alerta a Symantec.

Fonte: tech tudo