Novo iPhone pode ter tela flexível, expansível e 3D, revela patente

O gadget não tem botões e o display faz uma curva, podendo reproduzir imagens em 3D

Uma patente da Apple, recém-registrada nos Estados Unidos, revelou um conceito bem curioso do que pode ser um futuro iPhone. O documento tem detalhes para utilização de uma tecnologia de tela flexível e expansível por toda a superfície do aparelho. O gadget não tem botões e o display faz uma curva, podendo reproduzir imagens em 3D.

O resultado final deste conceito desenvolvido pelos engenheiros da Apple é interessante e bastante diferente dos modelos de iPhone que se consolidaram no mercado. A primeira alteração significativa, sem mencionar o display, é ausência de um botão ?home? na parte frontal, já que ele aparece em todos os smartphones da empresa até hoje.

A grande atração desta patente, porém, é a tela. Ela se estende por toda a superfície do aparelho e tem a possibilidade de exibir conteúdo por toda esta extensão, tanto na parte frontal como em sua traseira. Através de câmeras de reconhecimento facial, esse iPhone identificaria onde o usuário está para reproduzir o conteúdo de maneira mais adequada.

Já o corpo do aparelho seria de vidro e alumínio, com design transparente, e poderia até possuir duas telas flexíveis de maneira simultânea ? uma na frente e outra atrás. Com isso, segundo as próprias informações do documento, o dispositivo seria capaz de ?simular a reprodução de 3D?.

Curiosamente, o modelo apresenta o padrão antigo de conector do iPhone, com 30 pinos. Isso acontece pois a a patente, apesar de registrada somente agora, foi solicitada em 2011. Ou seja, já existem planos de uma possível tela flexível há quase dois anos, o que pode indicar que a empresa vem trabalhando nisso desde então. Por outro lado, é possível que essa patente acabe não saindo do papel e sirva apenas como proteção judicial para a Apple, já que, até o momento, não há nenhuma indicação sobre um possível iPhone com tal tecnologia.

Fonte: tech tudo