Operar smartphones pela voz, no trânsito, é tão perigoso quanto digitar

Os resultados mostraram que ambos os métodos tiram igualmente a atenção dos motoristas.

Operar smartphones utilizando o controle de voz, durante o trânsito, é tão perigoso quanto digitar. O resultado da pesquisa realizada pelo Instituto de Transportes do Texas, divulgado nesta terça-feira (23), foi o primeiro no mundo a comparar o envio de mensagens por controle de voz e digitação. Os resultados mostraram que ambos os métodos tiram igualmente a atenção dos motoristas.


Operar smartphones pela voz, no trânsito, é tão perigoso quanto digitar

A pesquisa contou com 43 participantes que dirigiram em pistas de teste em três situações: a primeira sem utilizar dispositivos eletrônicos, a segunda enviando mensagens de texto normalmente e na terceira utilizando ferramentas de controle de voz para o envio de SMS.

A responsável pelo estudo, Christine Yager, afirmou que o contato visual com a pista diminuiu independentemente do método utilizado. Os motoristas tiveram um tempo de atraso duas vezes maior enquanto enviavam mensagens.

O estudo ainda revelou que o método de operação de smartphones pela voz demora mais tempo do que o tradicional, por conta da necessidade de corrigir erros de reconhecimento das palavras. ?Você ainda está usando sua mente para tentar imaginar o que está tentando dizer, e essa procura prejudica na hora de conduzir e diminui o tempo de resposta do motorista?, conta Yager.

A maior preocupação é que os condutores se sentiram mais seguros utilizando recursos de envio de mensagens por voz quando, na realidade, eles afetam a performance na condução da mesma maneira que os métodos tradicionais. A facilidade pode levar à falsa crença de que enviar textos utilizando a voz é seguro.

Fonte: tech tudo