Pagamento por smartphone requer atenção e cautela

Realizar pagamentos de contas ou transferências entre bancos são comuns hoje em dia, mas esses procedimentos devem ser realizados com bastante cautela

Quem não tem muito tempo no dia para se deslocar até aos bancos ou autorizado a realizar seus pagamentos, já está recorrendo ao uso dos famosos smartphones. A tecnologia, neste caso, veio para facilitar a vida das pessoas, que preferem mesmo é ganhar mais tempo e economizar dinheiro. Segundo pesquisa publicada por um site americano, daqui a uma década, este tipo de pagamento vai se tornar tão comum, como os que já vigoram há bastante tempo.


Pagamento por smartphone requer muita atenção

Todavia, o recurso a ser utilizado envolve alguns cuidados básicos que devem ser tomados, a fim de evitar fraudes e vazamentos de informações. Segundo alguns economistas, vale mais a pena saber se eu corro ou não riscos. ?O que é inovador é sempre bom para a sociedade, ainda mais quando se economiza tempo e dinheiro. Porém, é preciso saber se o que estou fazendo é confiável e que possíveis perigos posso correr?, esclarece o economista Antônio Carlos de Andrade.

Com a correria do dia a dia, antes de pensar em aderir a facilidade é preciso verificar as certificações para empresas que trafegam dados de cartões de crédito, recorrer a criptografia, que é uma das formas mais seguras de transmissão de dados e ainda preferir empresas que tenham comprovantes instantâneos, para que o consumidor possa conferir se realmente realizou uma boa operação.

De acordo com o economista Antônio Carlos, o cliente também pode trocar senhas, pelo menos a cada 15 dias ou um mês, ao menos uma letra ou um número. É preferível ainda bastante cuidado com o uso do cartão. Vale, desde já, criar o hábito de checar periodicamente as faturas do cartão de crédito, seja ele de qualquer empresa.

O banco, o qual o cliente confia e costuma realizar operações, pode dizer como agir e o que fazer em caso de maiores transtornos. Apesar de todas as precauções, ainda há quem se mostre otimista quanto ao uso das novas tendências, tendo em vista que com os smartphones ou tablets é possível realizar inúmeras tarefas.

Fonte: Francisco Lima e Thauana Cavalcante