Pai cria aplicativo para interagir com sua filha que tem paralisia cerebral

Um analista de sistemas criou um aplicativo móvel para melhorar sua interação com sua filha, portadora de paralisia cerebral.

Um analista de sistemas criou um aplicativo móvel para melhorar sua interação com sua filha, portadora de paralisia cerebral.

Segundo o blog ?Hypeness?, Carlos Pereira, pai de Clara, com de 5 anos, criou o app Livox que, em suas primeiras versões ? no celular ? possibilitava à menina apenas responder ?sim? ou ?não? às perguntas que lhe faziam.

Com o auxílio de fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e pedagogos, Pereira aprimorou a ferramenta, que acabou se tornando um dos mais competentes aplicativos na área e o primeiro em português adaptado para tablets.

?Outros apps em inglês não tinham interesse por parte dos desenvolvedores em ter suas versões em português?, desabafa Pereira.

Atualmente, o pai procura recursos e parcerias até com o governo para levar o Livox a famílias carentes, mesmo consciente de que tablets e smartphones ainda fazem parte de uma realidade muito distante para grande parcela da população brasileira.

"Para as pessoas a tecnologia torna as coisas mais fáceis. Para as pessoas com deficiência, a tecnologia torna as coisas possíveis?, diz o desenvolvedor.

Fonte: OGlobo