Presa uma quadrilha internacional que transmitia abuso de crianças pela web

Investigação ocorreu em 12 países e prendeu 29 pessoas, 11 nas Filipinas

Uma investigação internacional revelou uma rede de pedofilia que transmitia ao vivo cenas de abuso sexual contra crianças filipinas na internet, e 29 pessoas foram presas por envolvimento, informaram os serviços de polícia de Filipinas, Reino Unido e Austrália.

A "Operação Esforço", realizada em doze países, permitiu a prisão de 29 pessoas, 11 delas nas Filipinas. Outras três investigações já identificaram 733 suspeitos de envolvimento. Segundo as fontes, foram resgatados da rede 15 crianças com idades entre seis e 15 anos.

O superintendente da polícia filipina, Gilbert Sosa, afirmou à AFP que a pedofilia se transformou em um grande problema no país e, em alguns casos, há pais envolvidos.

Sosa explicou ainda que a extrema pobreza leva alguns menores a se prostituir nas chamadas "salas de ciber-sexo", um lucrativo negócio que supostamente tem sua base na ilha de Cebu.

A agência britânica contra o crime organizado disse que a operação começou em 2012 com a descoberta de vídeos obscenos no computador de um pedófilo britânico, Timothy Ford, que foi condenado a oito anos e meio de prisão.

Fonte: G1