Professor envia fotos nu a homens por e-mail profissional e é demitido

Maleski tinha uma conta no site Craigslist e mandava e-mails picantes para outros solteiros da página

O professor Matthew Maleski, de 32 anos, foi demitido do colégio onde trabalhava, na cidade de Nova York, nos Estados Unidos, por usar a sua conta de e-mail profissional, da escola, para enviar imagens sensuais dele próprio para outros homens. Maleski tinha uma conta no site Craigslist e mandava e-mails picantes para outros solteiros da página.


Professor envia fotos nu por e-mail profissional e é demitido

O caso foi denunciado por uma colega de trabalho do rapaz, não identificada. A conta usada por ele para fazer os contatos sensuais era compartilhada com outra professora, o que permitiu que ela tivesse acesso a ?alguns e-mails não apropriados?.

Ao descobrir a situação, a mulher mudou a senha da conta e avisou ao rapaz que ele não poderia mais utilizar aquele e-mail. A direção da escola também foi contactada e deu início à investigação sobre o caso. Maleski, que trabalhava no colégio há pouco mais de um ano, alegou que não sabia que as fotografias tinham sido enviadas daquele e-mail.

Segundo ele, as fotos foram enviadas do seu celular, em uma sexta-feira e um sábado, em seus momentos de folga. Por um descuido, o smartphone, que tem a conta da escola integrada à pessoal, acabou enviando as fotografias pelos dois e-mails. Mas a desculpa ?não colou? com as autoridades de educação locais e nem com o colégio, que acabou demitindo o professor.

Curiosamente, após a grande repercussão do caso, diversos sites foram atrás de mais informações sobre Maleski e descobriram que ele já tinha participado de uma campanha publicitária de um aplicativo de relacionamentos para homossexuais, o Hornet. No perfil dele no Facebook, que agora foi apagado, também havia diversas imagens dele apenas de roupas íntimas.

Fonte: Tech Tudo