Portal meionorte.com BETA

PUBLICIDADE
ESCONDER
••• atualizado em 08 de Fevereiro de 2012 às 08:04

Professora é punida por falar sobre sexo e festa no Facebook

André Moura
PUBLICADO POR

André Moura


Repórter

Uma professora primária da Grã-Bretanha foi punida depois de divulgar na internet comentários sobre festas e bebedeira. Elizabeth Scarlett, de 50 anos, foi repreendida pelo Conselho Geral de Professores do País de Gales, onde leciona, depois de postar os comentários em sua página no Facebook. Ex-alunos viram os comentários.

Louise Price, uma das investigadoras que trabalhou no caso de Scarlett afirmou que a professora disse na web para ex-alunos que era uma "pessoa muito diferente" da que apresentava na sala de aula. "Ela disse que era 100% safada e que era festeira", acrescentou Price. "Ela usou o Facebook para discutir livremente quais eram seus alunos favoritos; ela falava dos melhores sites para comprar brinquedos eróticos; falava de preferências sexuais e trocava mensagens sobre bebidas com um menor de 11 anos", acrescentou Price.

"Você deveria aparecer para me ver ou, ainda melhor, podemos sair para beber ou dançar. Sou uma pessoa muito diferente fora da escola, gosto de festa - a vida é para ser vivida", escreveu a professora no site para um ex-aluno. "Não sou professora aqui. Sou igual a todo mundo, eu bebo, falo palavrão... mas não conte para ninguém", escreveu Scarlett.

Sem aulas

A professora parou de dar aulas na escola primária onde lecionava no País de Gales. Ela não compareceu à audiência que julgou seu caso e alegou que os comentários de teor sexual foram divulgados por seu ex-companheiro, que teria invadido sua conta no Facebook. Os membros do conselho que examinaram o caso não conseguiram ter certeza se foi ela ou outra pessoa que postou os comentários, mas ela foi repreendida pelos outros comentários divulgados.

A punição oficial dada pelo conselho vai permanecer nos registros profissionais da professora nos póximos dois anos. Os futuros empregadores de Scarlett serão informados sobre o episódio.

Em uma declaração, Scarlett afirmou que apelou para o site depois do fim de um relacionamento. "Achei muito viciante. Estava me consolando depois de romper com meu companheiro e as visitas diárias ao Facebook eram uma boa distração. Até onde eu sabia, tinha um perfil no Facebook com a configuração mais fechada possível, não percebi que todo mundo podia ver meus comentários", afirmou.

Ao todo, Scarlett tinha 81 amigos no Facebook, incluindo 32 ex-alunos sendo que 12 deles tinham idades entre 11 e 17 anos. Depois do episódio, Hadyn Blackey, da Universidade de Glamorgan, afirmou que é comum as pessoas perderem a perspectiva quando se envolvem muito em redes sociais. Blackey trabalha com orientação tecnológica para escolas e alunos e recomendou que professores tenham contas separadas em redes sociais.

COMUNICAR ERRO

Comunique à Redação erros de português, informação ou técnicos encontrados nesta página:

  • Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente ao Portal Meio Norte
156761,noticias

Manchetes em destaque

ver todas as manchetes
Exibir em:

AKICOMPRO

Redes Sociais