Rede on-line de games do PS3 ainda é insegura, diz especialista

Pesquisador John Bumgarner encontrou falhas após o retorno da PSN

As redes da Sony, inclusive a PlayStation Network (PSN), que permite jogar games on-line no PlayStation 3 e no PSP, permanecem vulneráveis a ataques três semanas após a companhia descobrir que foi vítima de um dos maiores sequestros de dados na história, de acordo com um especialista em segurança na internet.

O especialista encontrou uma série de falhas de segurança nas redes da Sony ao estudar remotamente seus sistemas pela web para ver quão difícil seria penetrá-los.

O pesquisador John Bumgarner descobriu uma potencial fonte de alegria para os hackers usando pouco mais de um navegador de internet, o mecanismo de buscas do Google e conhecimento básico de sistemas de segurança na rede.

"A Sony ainda têm várias questões de segurança externa que precisam ser resolvidas", disse Bumgarner, chefe de tecnologia do Cyber Consequences Unit, dos Estados Unidos, um grupo de pesquisas financiado pelo governo e por instituições privadas que monitora ameaças na internet.

Bumgarner identificou uma série de falhas que um hacker poderia descobrir e explorar facilmente.

A Sony não respondeu à Reuters sobre os problemas de segurança identificados por Bumgarner, mas três das cinco falhas apontadas pela Reuters à companhia na quinta-feira (12) foram corrigidas mais tarde no mesmo dia.



"A primeira e mais importante coisa a notar é que proteger os dados de nossos clientes é um compromisso da empresa que levamos muito a sério", disse um porta-voz da Sony por e-mail na quinta-feira (12). Autoridades da Sony não retornaram ligações na sexta-feira (13) pedindo comentários sobre o assunto.

Não ficou claro se as falhas identificadas permitiam acesso a sistemas ativos ou fora de uso.

As redes permanecem com várias falhas, segundo Bumgarner, que afirmou ter acessado apenas partes da rede visíveis pela internet. Ele não tentou acessar sites protegidos por senhas ou explorar vulnerabilidades.

Fonte: G1