Samsung é acusada por entidade de contratar mão de obra infantil na China

Até o momento, ela não se desculpou, e rebateu as acusações.

A empresa Samsung está mais uma vez envolvida em escândalos por denúncias de contratação de crianças para as  linhas de montagem de seus aparelhos. Até o momento, ela não se desculpou, e rebateu as acusações.

O caso veio a público nesta quinta-feira, 28, quando a China Labor Watch afirmou ter encontrado jovens de até 14 anos na HEG Electronics, que fica em Huizhou, na província chinesa de Guangdong. Segundo a entidade, mais de 10 trabalhadores da linha da Samsung tinham menos de 16 anos.

Em nota enviada ao The Next Web, a Samsung disse ter recebido as denúncias na semana passada e, assim que foi contatada pela CLW, conduziu uma auditoria que passou por todos os trabalhadores da produção em questão. Mas nenhuma irregularidade foi encontrada.

"Nós imediatamente passamos nossos resultados à CLW e propusemos que a Samsung e a CLW conduzissem uma investigação interna conjunta para uma verificação mais precisa", informa a empresa.

Nada disso foi feito e a CLW publicou os resultados de sua investigação sem citar o contato feito pela Samsung, o que a sul-coreana considerou "lamentável".

Fonte: Olhar Digital