Samsung questiona Apple e pede indenização de US$421 milhões

A empresa sul-coreana disse acusou rival de violar suas patentes e disse que pedido de US$2,5 bi por danos é "exagerado".

O julgamento entre Apple e Samsung chegou mais perto do seu fim, com a finalização dos depoimentos da empresa sul-coreana. A fabricante do Galaxy S conclui exigindo da rival o pagamento de danos no valor de 421,8 milhões de dólares.

O ex-sócio da PriceWaterhouse, Michael Wagner, afirmou que a estimativa de indenização pedida pela Apple (pelas vendas perdidas de iPhone e iPad, em razão do sucesso dos aparelhos da Samsung com supostas violações de patentes) é exagerada.


Samsung questiona Apple e pede indenização de US$421 milhões

A Apple quer receber um valor 2,5 bilhões de dólares e 2,75 bilhões de dólares por danos. Mas Wagner disse no tribunal que se qualquer violação tiver sido feita, as perdas totalizariam aproximadamente 518 milhões de dólares. Ele explicou a diferença pelo fato de a Apple deixar de fora despesas com marketing e pesquisa e desenvolvimento (R&D) em seus cálculos, e apontou que, mesmo com os modelos rivais da Samsung supostamente roubando vendas, a Apple teve dificuldades para atender a demanda para vários modelos de iPhone e iPad.

A Samsung então criou um caso para receber danos. O especialista Vincent O?Brien testemunhou que a Apple pagou mais de um bilhão de dólares em royalties de patentes, mas que a Samsung ainda não recebeu nada. Depois foi a vez do economista David Teece afirmar que um número plausível para esses royalties de patentes seria algo entre 290 milhões de dólares e 399 milhões de dólares.

A equipe de advogados da Samsung finalizou as coisas com um pedido por danos gerais de 421,8 milhões de dólares.

A vez da Apple

Após forçar o limite de tempo para testemunhas a ponto de ouvir da juíza Lucy Koh se os seus advogados tinham ?fumado crack?, a Apple apressou uma série rápida de testemunhas próprias, todas afirmando que a empresa de Cupertino não violou as patentes da Samsung. Isso vai continuar nos procedimentos de hoje, 17/8, enquanto que os argumentos finais devem começar na segunda-feira, 20/8.

Fonte: UOL