Smartphones ainda não lançados no Brasil são expostos em feira

A feira é dedicada ao mercado de telecomunicações.

Como uma feira dedicada ao mercado de telecomunicações, a Futurecom pouco tem a oferecer de novidade para nós, consumidores. Boa parte do evento trata de componentes e estruturas para montar e gerenciar redes complexas, como os aparelhos dedicados a futura rede 4G e as conexões para transmissão de vídeos em FullHD sem compressão, para as emissoras de TV. Ainda assim, é possível "garimpar" algumas curiosidades, como a tímida presença do iPhone 5 nas mãos de executivos estrangeiros - o que, infelizmente, não quer dizer que ele estava disponível para testes.











Tirando o smartphone da Apple, outros modelos como o novo Windows Phone 8 Samsung Ativ S (ainda não lançado em nenhum lugar do mundo) estavam expostos em estandes com a da Qualcomm, que fabrica seu processador.

Outro modelo ainda não apresentado foi o ZTE rodando o também Firefox OS. Previsto para chegar no Brasil somente no ano que vem, este modelo ainda é um protótipo, mas estava no estande da Telefônica-Vivo para demonstração, a quem interessasse brincar com ele.

Já no estande da Huawei havia aparelhos interessantes como o top de linha Ascend D1 quad-core, com Android 4.0, tela de 4,5 polegadas, câmera de 8 megapixels, 1,4 Ghz no CPU e bateria de 2.600 mAh. A empresa disse que ele não será lançado no Brasil, mas o fato de estar em demonstração por aqui indica, no mínimo, que a chinesa tinha intenções de mostrar ele aos executivos presentes.

Além do protótipo acima, a ZTE mostrou em seu estande uma leva de smartphones da marca, mas o mais chamativo entre eles era o foblet ZTE V8300. Equipado com um processador dual-core de 1,2 Ghz, este gigante com tela de 5 polegadas vem com Android 4.0 e uma câmera de 5 megapixels para fotos.

Desconhecida no Brasil, a fabricante chinesa Phicomm também trouxe seus aparelhos para demonstração - uma tentativa de entrar no nosso mercado nos próximos 12 meses, como eles mesmos esperam. Este, o i330, é o top de linha, com Android 4.0, tela de 4,3 polegadas (480 x 800), processador de 1 Ghz, 4 GB de memória interna e câmera de 5 megapixels - uma configuração razoável pra ruim. Mas o melhor deles foi um detalhe da nossa conversa: seus executivos falaram que a mala com os aparelhos era muito pesada, e para não ter que levar eles de volta para a China, eles estavam "vendendo" os aparelhos com um bom desconto aos interessados em testá-los.

Fonte: techtudo.com