Twitter vai testar publicidade na timeline dos usuários, diz jornal

A adição dos “tuítes pagos” – um eufemismo para publicidade – no serviço pode frustrar muitos usuários da rede.

O Twitter começou a colocar anúncios publicitários na timeline, segundo o jornal Financial Times. A adição dos ?tuítes pagos? ? um eufemismo para publicidade ? no serviço pode frustrar muitos usuários, ao mesmo tempo que atrai empresas que querem atingir alguns dos cerca de 300 milhões de usuários.



Executivos do Twitter têm encontraram-se com estrategistas no Festival de Cannes de Publicidade para encontrar uma maneira de aumentar os rendimentos da empresa, que é desproporcionalmente menor do que o de outras companhias de mídias sociais como o Facebook.

Calcula-se que o Twitter alcance receitas de cerca de 100 milhões de dólares por ano. Por outro lado, a rede social de Mark Zuckerberg fature nada menos que 3,5 bilhões de dólares anuais para exibir publicidade, segundo previsão da empresa Enders Analysis.

Algumas outras ideias também vazaram desses encontros na França. Uma delas é que o Twitter ofereceria cupons de desconto em grande número, iniciativa com potencial pela interação em tempo real do serviço. Perfis de marcas, que permitiram aos publicitários/anunciantes pré-agendarem os tuítes de suas companhias, também estão sendo considerados.

O Twitter atualmente oferece tendências pagas (trends) e perfis de usuários promovidos. A companhia também exibe tuítes pagos quando os usuários realizam buscas por termos relacionados. Esse modo é parecido com a maneira de funcionamento do Google Adwords ? e assim como ele, os tuítes pagos ficam claramente separados do conteúdo não-promovido. A introdução de conteúdo patrocinado diretamente na timeline nunca foi tentado antes.

Como essas novas opções de publicidade serão aceitas depende em grande parte da própria comunidade do Twitter. Há alguns meses a empresa já teve de remover a barra de exibição de anúncios em seu app para iPhone após reclamações de usuários.

Mas, como já foi visto em outros serviços parecidos, como o Facebook, uma determinada quantidade de publicidade será tolerada ? e clicada ? pela comunidade digital.

Se os tuítes patrocinados conseguirem sobreviver as inevitáveis reações contrárias, as oportunidades para pequenas empresas irem diretamente para a timeline são extremamente poderosas. Isso acontece em parte por causa da natureza de tempo real da plataforma e também porque o formato de troca de pequenos ?pedaços? de informação funciona bem para publicidade.

Caso essa comercialização de espaço no Twitter seja feita de maneira correta, pode dar um impulso para que a empresa entre para o escalão de líderes do marketing online como o Facebook e a Google em sua importância para os donos de pequenas empresas.

Fonte: Uol-idgnow