Vítimas de cyberbullying ganham US$ 14 milhões em processo

Um júri do Texas deu a um casal, como indenização, a quantia de U$ 13,8 milhões (R$ 28 milhões) por conta de ofensas recebidas na web

Vítimas de "trollagens" anônimas na Internet faturam uma bolada em um processo nos Estados Unidos. Um júri do Texas deu a um casal, como indenização, a quantia de U$ 13,8 milhões (R$ 28 milhões) por conta de ofensas recebidas na web. Mark e Rhonda Lesher foram alvos de comentários ofensivos pela rede de relacionamentos Topix, um fórum público local.


Vítimas de cyberbullying ganham quase US$ 14 milhões em processo

As investigações mostraram ainda que o usuário anônimo que chamava o casal de ?depravado?, ?assasino? e ?traficante? era uma uma senhora idosa, chamada Shannon Coyle. Em 2008, ela entrou com um processo de assédio sexual contra a dupla, porém a família Lesher foi inocentada e, desde então, os persegue pela Internet.

Shannon, apoiada pelo marido Gerald e o cunhado James, passou a navegar no fórum e a xingar e ameaçar os Lesher. Foram 25 mil comentários com 178 diferentes pseudônimos no site. No entanto, o Topix revelou as informações destes nomes de usuário a pedido da Justiça e a farsa acabou sendo descoberta. Agora, tanto tempo depois, foi dada a gorda sentença a favor de Mark e Rhonda. ?Isso nos vinga. Não se pode publicar algo de forma anônima na Internet, falar o que quiser e não sofrer as consequências?, vibrou Mark Lesher, em entrevista ao jornal Texarkana Gazette.

Fonte: techtudo.com.br