Win 8 deve incentivar produção de laptops de baixo custo; veja

Como resposta aos competidores, a Intel apostou na fabricação do Ultrabook, aparelho semelhante à linha MacBook Air da Apple



As parcerias estabelecidas entre a Microsoft e empresas como a Qualcomm e NVIDIA para o lançamento do Windows 8 devem esquentar o mercado de computadores portáteis. Segundo a IHS-iSuppli, tal cenário deve resultar no surgimento de novos laptops de baixo custo com o novo sistema operacional, situação que pode abalar o domínio da Intel.

Segundo o analista Matthew Wilkins, depois de 30 anos de uso de uma única arquitetura, o mercado está finalmente pronto para enfrentar uma competição real. Isso deve acontecer a partir do lançamento dos processadores ARM, que, segundo Wilkins, até 2015 devem estar presentes em 25% dos laptops fabricados mundialmente.

Mercado mais competitivo

O ponto que torna os produtos ameaçadores ao domínio da Intel é o fato de que a Microsoft dará suporte à linha de processadores através do Windows 8. Com isso, os consumidores que preferem o sistema operacional terão à disposição uma grande quantidade de produtos fabricados por uma variedade maior de companhias.

Wilkins afirma que sistemas com essas características terão preços abaixo de US$ 700, faixa de preço atualmente dominada por equipamentos que usam os processadores Celeron M e Atom da Intel. Na tentativa de conquistar mais clientes, muitas fabricantes devem apostar em preços mais reduzidos, aumentando a oferta de máquinas disponíveis por US$ 500.

Resposta da Intel

Para que a combinação entre o Windows 8 e processadores ARM funcione, será preciso que os produtores de computadores completos abandonem a preferência pelos produtos da Intel e AMD - ao menos no mercado de máquinas com menor desempenho. Algo semelhante ao que já acontece no mercado de tablets, em que fabricantes como HP e Samsung utilizam processadores fabricados por companhias como Qualcomm e NVIDIA.

Como resposta aos competidores, a Intel apostou na fabricação do Ultrabook, aparelho semelhante à linha MacBook Air da Apple. O aparelho de baixo custo será o primeiro a utilizar a tecnologia System on a Chip da companhia para laptops populares, que responde atualmente pelo codinome Haswell.

Fonte: TERRA.COM.BR