YouTube: Jovem britânico de 20 anos é o mais seguido do mundo

YouTube: Jovem britânico de 20 anos é o mais seguido do mundo

Por causa do sucesso, McDonnell desistiu de ir para a universidade e se mudou de sua cidade natal.

Com mais de um milhão de assinantes, a página charlieissocoolilike, do site YouTube, é a que tem mais seguidores em todo o mundo.

Charlie McDonnell, de apenas 20 anos, começou a postar vídeos no site há quatro anos e se tornou um sucesso na internet. Hoje, ele vive da renda gerada pelos anúncios em seu canal.

Seu mais conhecido, Dueto comigo mesmo, no qual ele aparece em versão duplicada usando um truque de câmera, teve 5,9 milhões de visualizações.

Por causa do sucesso, McDonnell desistiu de ir para a universidade e se mudou de Bath, sua cidade natal, para Londres, para se concentrar em sua carreira na mídia.

"Quando eu entrei no YouTube, há quatro anos atrás, ninguém estava ficando famoso com isso. Eu tinha uma esperança vaga de ficar conhecido no site, mas nunca esperei que chegaria ao ponto em que está", disse à BBC Brasil.

Anunciantes

Em um de seus vídeos mais recentes, Fun Science (Ciência Divertida), ele explica como funciona o som através de ilustrações e de uma canção de sua própria autoria que toca no ukelele.

O vídeo teve 1,7 milhões de visualizações e mensagens de professores de ciência, que dizem tê-lo usado em suas aulas.

"Eu faço tudo nos vídeos, do roteiro à filmagem, até a edição e a promoção deles, então o processo criativo é bem completo e o trabalho é bem duro de vez em quando. Mas é um processo muito livre, porque não tenho ninguém me dizendo o que eu posso ou não posso fazer", diz McDonnell. Seu primeiro vídeo, feito aos 16 anos com uma câmera que custou 50 libras (R$ 130), foi sobre como ser notado no YouTube.

Hoje, ele já teve um vídeo exibido no, atualmente extinto, programa da apresentadora americana Oprah Winfrey e consegue se sustentar com os royalties de anúncios de empresas como Samsung e L"Oreal em seu canal.

McDonnell, que aparece cantando e tocando em parte dos seus vídeos, também já lançou um disco solo e outros dois com sua banda de tributo à série de TV britânica Doctor Who, que estiveram entre os mais baixados no iTunes.

Fama

Os vídeos também chamaram a atenção da Pixar, estúdio de animação americano responsável por filmes como Toy Story e Wall-E. A empresa levou o garoto para sua sede nos Estados Unidos, para que ele filmasse a visita.

Apesar do sucesso, McDonnell diz que sua maior extravagância foi comprar um saxofone, e que não se considera famoso.

"Eu não alcancei nenhuma forma real de notoriedade. Sou conhecido pelas pessoas que me veem online, mas ninguém mais sabe quem eu sou! Mas eu gosto das coisas assim, não estou interessado em ficar famoso. Eu só amo fazer vídeos e me sinto bem de poder passar todo o meu tempo fazendo isso."

Em Londres, ele passou a se dedicar à produção de programas especiais para a TV e a projetos de arrecadação de dinheiro para instituições de caridade. Em sua conta no microblog Twitter, em 2011, McDonnell contou que recebeu uma proposta para participar do Big Brother britânico.

"Gostaria de dizer a vocês que me perguntaram se eu queria participar do Big Brother. Vocês vão notar que eu não estarei no Big Brother hoje à noite", disse.

Fonte: Terra