Tempo seco aumenta casos de incêndio no Piauí; veja dicas de prevenção e combate

Tempo seco aumenta casos de incêndio no Piauí; veja dicas de prevenção e combate

Maioria dos casos de incêndio nessa época do ano se dar na vegetação seca, mas acidentes domésticos precisam também de atenção.

Com a chegada do período mais seco do ano, em que a umidade relativa do ar chega ao estado crítico em todo o Piauí, há no Estado uma explosão no número de incêndios. Muitos deles ocorrem na vegetação seca de terrenos baldios, mas há ainda os provocados por acidentes domésticos. O 1° Tenente Pedro, da Polícia Militar, que há 9 anos foi do quadro do Corpo de Bombeiros, reconheceu que para pessoas leigas prestar socorro em casos como esses é muito mais difícil, porém não é impossível, sobretudo usando a criatividade para improvisar certos objetos. Um pano pode virar uma atadura, ou um saco plástico pode virar luvas, para evita o contato com o sangue da vítima.









Pedro conta que, na verdade, o maior entrave para a prestação de socorros é o envolvimento emocional entre a vítima e o possível ajudante. ?Uma mãe, por exemplo, vendo seu bebê levando um choque, a primeira ideia que ela pode ter é agarrar o filho, mas aí ela também vai levar uma descarga elétrica?. Pedro participou da Semana da Saúde do Trabalho, realizada pelo Sistema Meio Norte de Comunicação para seus colaboradores, dando dicas de segurança, prevenção e combate a incêndios.

Como apagar o fogo?

Em um local fechado, a fumaça é asfixiante e mata mais rápido do que as próprias chamas. Além disso, a fumaça causa desidratação e, por causa disso, deixa a pessoa desidratada. O ideal é combater as chamas de fora para dentro.

1 ? Esvazie o local. Avise todas as pessoas do recinto que está havendo um incêndio

2 ? Desligue a chave geral

3 ? Ligue para o Corpo de Bombeiros (193)

4 ? Só tente combater o fogo caso realmente você saiba fazer isso e sempre tenha ajuda de alguma outra pessoa

5 ? Em caso de suspeita de vazamento de gás de cozinha, o teste deve ser feito com água e nunca com fogo ou sabão.

Atenção com os extintores

Há três tipos deles. O de CO2, de água e o de pó químico. Os dois últimos são os mais comuns. Os de água não podem ser utilizados na rede elétrica e em nenhum aparelho. Em caso de chamas em um ser humano o extintor de pó químico é o menos prejudicial. Na verdade, a melhor maneira de combater fogo em uma pessoa é o método do abafamento. A vítima deve rolar no chão ou se enrolar com um cobertor para abafar as labaredas.

Veja a sequência para combater um incêndio:

Abafamento (tente abafar as chamas usando panos) ? Isolamento (isole a área atingida afastando outros objetos que ainda não pegaram fogo)- Resfriamento (feito com água)

Fonte: Kaio Eduardo