Teresina é a capital do país com menos pessoas com excesso de peso

Teresina é a capital do país com menos pessoas com excesso de peso

TERESINA É A CAPITAL BRASILEIRA COM MENOS PESSOAS COM EXCESSO DE PESO DO PAÍS

Excesso de peso se manteve estável nos últimos anos (43,3% dos brasileiros), mas a obesidade aumentou nos brasileiros, especialmente nas mulheres. Pesquisa do Ministério da Saúde mostra que hoje 13% dos adultos são obesos, sendo o índice maior entre as mulheres (13,6%) do que entre os homens (12,4%). Em 2006, quando foi apresentada a primeira edição do sistema Vigitel, 11,4% dos brasileiros eram obesos. No ano seguinte, esse índice subiu para 12,9%.

Das 27 cidades pesquisadas, Porto Alegre é a que apresenta maior frequencia de excesso de peso em adultos: quase metade da população adulta (49%) está acima do peso. A capital gaúcha também lidera o ranking quando o assunto é obesidade ? 15,9% dos adultos estão com IMC acima de 30 kg/m².

Já Teresina é a cidade em que há menor quantidade de pessoas acima do peso (36,6%), embora o menor número de obesos esteja em São Luís (MA), onde 9,5% são obesos.

38,7% dos homens de Teresina estão com excesso de peso e 34,6% das mulheres estão na mesma situação.

Entre os teresinenses, 10,7% são obesos; 12,2% dos homens estão nessa sitiuação, a mesma de 9,3% das mulheres.

A relação entre escolaridade e obesidade também foi pesquisada pelo Vigitel. O resultado mostra que, no estrato de menor escolaridade, 18% das mulheres são obesas. No de maior escolaridade, são apenas 8,5%. Essa relação é diferente quando se trata dos homens: o índice de obesidade é praticamente o mesmo em todos os níveis de escolaridade ? de 12% a 13%

Fonte: Efrém Ribeiro, Jornal Meio Norte / meionorte.com