Teresina realiza o Dia D da campanha contra a gripe em unidades de saúde

Durante todo o dia de ontem a vacina ficou disponível em mais de 100 salas de vacinação, em toda a capital

Teresina realizou, no último sábado (26), o Dia D da campanha de vacinação contra a gripe, para reforçar a campanha de imunização na capital. Este ano, em Teresina, devem ser vacinadas 173.075 pessoas entre os grupos prioritários. Durante todo o dia de ontem a vacina ficou disponível em mais de 100 salas de vacinação, em toda a capital.

Quem foi nas primeiras horas da manhã de ontem à Unidade Básica de Saúde Doutor Antônio Benício Freire e Silva, onde aconteceu o Dia D da campanha, foi Cláudia Maria da Silva.

Ela foi levar o pequeno Mateus Nascimento, de três anos de idade, para ser imunizado contra a gripe. ?Acho importante que meu filho tome a vacina para ficar protegido e como mãe sempre quero o melhor para ele?, disse.

Iniciada no dia 22 deste mês, a campanha se estende até 09 de maio, com o objetivo de imunizar crianças de seis meses a cinco anos, idosos a partir dos 60 anos, gestantes, trabalhadores da saúde, puérperas (mulheres com até 45 dias pós-parto), reeducandos e funcionários do sistema prisional, além de povos indígenas e portadores de doenças crônicas como cardiopatias, problemas pulmonares, diabetes, Aids e doenças renais crônicas (estes mediante apresentação de comprovação médica).

A partir de segunda-feira (28), além dos postos fixos, a população teresinense também contará com postos volantes, que ficarão localizados nos dois shoppings da capital e ainda em vários supermercados da cidade. O horário de funcionamento será das 8h às 17h.

O presidente da Fundação Municipal de Saúde, Luís Lobão, alerta para a necessidade de as pessoas comparecerem aos postos de vacinação, para serem imunizados.

?Alguns grupos foram escolhidos para participarem da campanha justamente porque têm uma imunidade diferenciada dos demais?, afirmou. A vacina protege contra três tipos de vírus, o Influenza B, H1N1 e o H3N3. ?Esses vírus, quando acometem as pessoas, trazem mais complicações?, pontuou.

Mutirão cadastra 500 pessoas no Frei Damião

Foi realizado, no último sábado (26), mais um mutirão do programa Minha Casa, Minha Vida. Dessa vez, o Residencial Frei Damião, no bairro Gurupi, recebeu a equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH), para a realização da inscrição dos moradores da região. Uma média de 500 pessoas realizaram seu cadastro no local.

Este é o sexto mutirão realizado esse ano e quase 3 mil pessoas já foram atendidas. Essas ações deverão continuar até o dia 21 de junho, quando acontecerá o último mutirão nos bairros da cidade.

"O diferencial dessas ações é a proximidade com a comunidade. As pessoas têm a chance de fazer seu cadastro mais próximo de sua casa, em um horário flexível, fora do horário do trabalho", disse a coordenadora de Habitação, Rogéria Sousa.

Elenilza Oliveira, que mora com seu marido e seus dois filhos na casa dos pais, no residencial Frei Damião, foi uma das que realizaram o cadastro durante o mutirão.

"Vou tentar mais uma vez, pois estou precisando de uma casa para morar com minha família. Já sou casa há dez anos e durante sete morei de aluguel. Há três anos moro com os meus pais e toda a minha família", afirmou.

Além dos mutirões, as inscrições para o programa Minha Casa, Minha Vida podem ser realizadas nos quatro postos fixos, distribuídos em todas as zonas da cidade. Neles, as inscrições poderão ser feitas até o dia 25 de junho.

"É importante que as pessoas não deixem tudo para a última hora. Agora os postos ainda não estão lotados, mas nos últimos dias eles ficam bem cheios, por isso, quem puder ir agora deve fazer isso", alertou.

A expectativa é que até essas datas entre 20 e 22 mil pessoas tenham realizado o cadastro.

Fonte: Pollyana Carvalho