Teresina terá 70 UBSs até o fim do ano com uma cobertura de 95%

A meta de chegar a 70 unidades até o final de 2016

Demandando de até 35% dos investimentos do Executivo Municipal, o setor da saúde desponta em Teresina objetivando a atenção primária. Diante deste eixo, o prefeito Firmino Filho (PSDB) fez a entrega de 23 obras de Unidades Básicas de Saúde (UBSs), sendo que seis delas apenas no último mês de agosto.

Nisso, com o andamento das ações e o controle disposto em torno dos resultados, a previsão é que até o final de 2016 o número ultrapasse 70, beneficiando moradores das mais distintas regiões da cidade.

O projeto elevará Teresina a um novo patamar no país, fazendo com que a cobertura da atenção básica chegue a 95% dos teresinenses, fortalecendo assim, a principal porta de entrada ao Sistema Único de Saúde (SUS).

“Estamos em um momento de reafirmação do nosso compromisso com a atenção básica em saúde. Uma forma concreta de demonstrar isso é a entrega dessas obras. Nós investimos constantemente na infraestrutura e capacitação dos profissionais que atuam na promoção em saúde em nossa cidade.

E aproveitamos o mês de aniversário de Teresina para entregarmos a reforma de unidades de saúde tão importantes para os teresinenses”, indicou o prefeito Firmino Filho.

O gestor ainda corroborou para a importância da iniciativa, impondo melhorias significativas à área. “Com estas melhorias, ganha a atenção básica e ganha a população com um melhor atendimento. E as ações continuam, pois nunca se investiu tanto em obras desta área como tem sido investido agora”, descreveu.

Conduzindo o trabalho, o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Luciano Nunes, apontou para os avanços alçados por intermédio do programa requalificação da infraestrutura das unidades.

“Estamos vivenciando o maior programa de requalificação de infraestrutura na atenção básica municipal. Além de ganho em estrutura física, também trabalhamos a capacitação de todos os profissionais que atuam na saúde.

E não podemos deixar de citar que mais de 2.300 concursados foram convocados em dois anos e meio no setor de saúde. E a cada dia avançamos mais.

Até o fim desta gestão, teremos 71 Unidades Básicas de Saúde construídas e/ou reformadas e estamos informatizando todas as unidades e colocando novos equipamentos”, complementou.

Fonte: Francy Teixeira