Aniversário! Teresina vai escolher suas 16 maravilhas através do Portal Meio Norte

Aniversário! Teresina vai escolher suas 16 maravilhas através do Portal Meio Norte

As indicações serão feitas pelos teresinenses, que podem enviar patrimônio cultural material e imaterial via redes sociais.

?Você me deixa tonto, zonzo quase como um louco de encantamento?, a sensação descrita por Raimundo Aurélio de Mello e José Rodrigues na canção ?Teresina? é compartilhada por muitos teresinenses e não-teresinenses que já visitaram a capital piauiense ou fizeram da cidade sua casa.

A mesopotâmia do Piauí está prestes a completar mais uma primavera e a data será comemorada em grande estilo pelo Sistema Meio Norte de Comunicação, que fará a eleição ?As 16 Maravilhas de Teresina?.

A escolha será feita pelos melhores jurados, os teresinenses. Não existe ninguém mais qualificado para esta missão, do que aqueles que nasceram ou escolheram Teresina para chamar de lar.

A eleição, além de reforçar o slogan ?Meio Norte no Meio do Povo?, vai selecionar, de maneira democrática, os melhores lugares da Chapada do Corisco.

Conforme explica a diretora de projetos especiais do Sistema Meio Norte de Comunicação, Mariana Paz, a campanha foi pensada para interagir com a população.

?O Meio Norte está sempre interagindo com a população via web e a esco-lha das 16 Maravilhas também será feita pela internet. A população poderá esco-lher os melhores lugares, comidas, músicas, o que vai fortalecer e ressaltar o que Teresina tem de mais especial?, afirmou.

A diretora conta ainda que as 16 Maravilhas vai fazer com que os moradores comecem a olhar a cidade de outra forma. ?Existem muitas belezas na capital, mas como são lugares que frequentamos diariamente, deixamos de notar sua beleza, e a nossa intenção é redescobrir Teresina?.

Segundo o diretor de jornalismo José Osmando, o projeto vai festejar o aniversário de Teresina na magnitude que o evento merece. ?Decidimos convocar a população, através da internet, para que se manifeste, participe, opine.

É através das redes sociais, com foco no Facebook, que teremos essa necessária participação popular. Cada internauta poderá indicar um ou mais pontos que, sob sua avaliação, constitua uma maravilha de Teresina?, disse.

Ainda de acordo com José Osmando, o internauta também poderá enviar aquilo que considera maravilha através do twitter, instagram e e-mail.

?Queremos que a população diga como vê a cidade, que belezas descobre nela, que comida apetece o seu paladar, que monumento lhe desperta a atenção e através desse movimento popular, que vamos escolher as 16 maravilhas de Teresina?.

Poderão ser indicados igrejas, casas, praças, conjuntos urbanos, pontos de referência de arqueologia e paleontologia, museu, pinturas, esculturas, artesanato, paisagens naturais, literatura, arte, folclore, música e costumes.

Os internautas poderão fazer também uma indicação nominal do que considera uma maravilha, mandando fotos e vídeos que reforcem sua indicação.

?A votação será em torno do nosso patrimônio cultural, que abrange os bens materiais e imateriais, que, pelo seu valor próprio, devem ser considerados de interesse relevante para a permanência e a identidade da cultura do teresinense?, ressaltou o diretor de jornalismo do Sistema Meio Norte de Comunicação.

O material poderá ser enviado a partir do dia 18 de julho até 06 de agosto para a Fanpage do meionorte.com, no Facebook, além de publicar a foto no próprio perfil utilizando a hashtag #16maravilhas, ou, se preferir, encaminhar para o e-mail [email protected]

O resultado será transformado em reportagens, que serão veiculadas nos meios de comunicação que integram o Sistema Meio Norte de Comunicação. ?Serão produzidas grandes reportagens para o jornal, portal, rádio e televisão, sobre cada um dos 16 eleitos?, acrescentou José Osmando.

O resultado desta escolha democrática será exibido durante a programação especial da TV Meio Norte, no dia 16 de agosto, além de um caderno especial que será veiculado no Jornal Meio Norte, detalhando cada maravilha escolhida pelos teresinenses.

Fonte: Gisele Alves e Isabel Cardoso