THE: Pela primeira vez na história, casamento civil homoafetivo acontece dia 5

THE: Pela primeira vez na história, casamento civil homoafetivo acontece dia 5

Até agora estão inscritos e habilitados a participar do evento três casais

Pela primeira vez, o Estado vai realizar a solenidade de um casamento homoafetivo. A celebração é uma conquista do Grupo Matizes, em conjunto com toda a comunidade, a ser realizada no dia 05 de abril, às 11 horas, na sede do Tribunal de Justiça. Até agora estão inscritos e habilitados a participar do evento três casais.

Desde novembro de 2012, o grupo vem buscando o direito de realizar o casamento junto a sociedade civil. Em tempo recorde, o atual corregedor do Tribunal, Antônio Paes Landim, fez questão de assinar o documento e permitir a união. Até então, os trabalhos do grupo visam amadurecer esta ideia e convidar quem está interessado a participar.

A solenidade vai ser celebrada como uma vitória, já que até então o Estado só tinha feito união estável entre essas pessoas. "Para a gente vai ser um grande evento e uma grande conquista conseguida ainda em 2012.

Os casórios levam em conta o mesmo processo que é utilizado em um casamento hétero, por isso temos a consciência da seriedade e responsabilidade do fato", comenta Maria José Ventura, coordenadora do Grupo Matizes.

A intenção também é continuar promovendo as uniões de casais homoafetivos, bem como divulgar as programações do Grupo Matizes através das redes sociais.

Os casais interessados em participar devem se planejar 15 dias antes e providenciar todos os documentos, inclusive as certidões, e procurar um cartório para os devidos processos. Depois é só esperar a solenidade, com todos os direitos assegurados.

Para Sandra Marques, que irá casar no próximo dia 05, a realização da celebração veio para fechar milhões de portas que estavam abertas para o preconceito.

"Já faz um ano que conheço minha parceira e entre a gente há muito amor e respeito. É isso que importa. Espero que essa conquista seja reconhecida pela sociedade", comenta Sandra.

Fonte: Nayara Felizardo e Thauana Cavalcante